Publicidade

cotidiano

Polícia fecha fábrica com bebidas falsificadas e prende homem em Campinas

Foram encontradas 14 tanques de mil litros contendo bebidas adulteradas e 2.832 garrafas de uísque e vodca prontas e embaladas

| ACidadeON Campinas -

 

Bebidas falsificadas (Foto: Divulgação)
 A Polícia Civil fechou uma fábrica de bebidas clandestinas em Campinas na tarde desta quinta-feira (29) e um homem de 30 anos foi preso no local. De acordo com a corporação, o estabelecimento funcionava em dois barracões na região do Campo dos Amarais. 

Segundo a polícia, a estrutura impressionou a equipe e a suspeita é de que mais pessoas façam parte do esquema. Esse foi o 8º caso registrado de falsificação de bebidas alcoólicas em três meses na região de Campinas. 

"Hoje, foram encontradas máquinas de envaze, 14 tanques de mil litros contendo bebidas adulteradas e 2.832 garrafas de uísque e vodca prontas e embaladas para serem introduzidas no comércio da região", disse o delegado da DIG (Delegacia de Investigações Gerais), José Glauco. 

Além disso, foram apreendidos 11 mil tampas, cinco mil dosadores, 9.743 caixas para bebidas, 976 vasilhames vazios e 52 mil rótulos. "A suspeita é de que eles compravam as bebidas com um preço mais barato e usavam essa estrutura para falsificar as garrafas com rótulos de marca", afirmou. 

Na fábrica, por dia, estavam sendo envasadas mil garrafas e todas as bebidas eram comercializadas pelas redes sociais. Elas eram distribuídas em adegas, mercados, bares, festas e boates da cidade e região a preço abaixo do mercado. 

Após o flagrante, representantes da Abrabe (Associação Brasileira de Bebidas) estiveram no local para periciar o material, constatando as irregularidades das bebidas. 

PASSAGEM POLICIAL 

O homem detido nesta quinta-feira já tinha passagem por crime contra ordem pública. Ele foi autuado por falsidade de produto alimentício. A pena é de 4 a 8 anos de reclusão e será encaminhado à cadeia do 2º DP (Distrito Policial) de Campinas.

Mais notícias


Publicidade