Publicidade

cotidiano

Vídeo mostra suspeito invadindo prédio no Chapadão antes de matar ex-mulher

Nas imagens é possível ver homem pulando o muro de uma casa vizinha para acessar o condomínio onde a vítima morava; confira as imagens

| ACidadeON Campinas -

Homem invadiu prédio para matar ex-mulher (Foto: Circuito de câmeras)

Elder Cruz, de 38 anos, preso suspeito de matar a ex-mulher a facadas na frente da filha do casal, de 3 anos, no Jardim Chapadão, em Campinas, foi flagrado por câmeras de segurança invadindo o prédio da vítima no dia do crime. (veja abaixo) 

O circuito de segurança do último dia 1º de agosto mostra o momento em que o suspeito passa caminhando pela calçada e segue até uma casa que fica de esquina com o prédio onde moravam Cibele e a filha do casal. 

Ele aparece escalando o muro da residência e até chegar ao telhado do imóvel para atravessar e entrar no condomínio da ex-companheira. O crime aconteceu por volta de 1h da madrugada. Ele teria chegado ao local armado com uma faca.   

VEJA O MOMENTO DA INVASÃO:


Na noite de ontem (2), Elder Cruz foi preso temporariamente por 30 dias. O homem de 38 anos estava escondido em uma área de mata no bairro Parque Via Norte desde o dia do ataque que resultou na morte de Cibele. 

Em depoimento na DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) de Campinas, ele confessou o crime dizendo que "teria revidado uma agressão". Alguns laudos estão sendo juntados para dar encerramento no inquérito.

PERFIL VIOLENTO 

A mulher tinha uma medida protetiva em andamento, e já tinha feito um boletim de ocorrência pelo crime de ameaça. Anteriormente, o Elder já havia sido preso por descumprimento de uma medida protetiva de outro relacionamento. Ele também já havia entrado outras vezes no prédio, aproveitando-se do momento de saída de outros moradores.

Além da filha de 3 anos com o homem, a vítima tem uma filha de 15 anos de outro relacionamento. 

SOBRE A PRISÃO 

Segundo a delegada titular da 1ª DDM (Delegacia da Mulher) de Campinas, Ana Carolina Bacchi, a prisão aconteceu em ação conjunta das polícias Civil e Militar, e já havia mandado de prisão temporária expedido para o acusado. 

"Estávamos em diligências atrás do autor do crime. A PM localizou o ex da vítima após uma denúncia anônima. 

Conseguimos testemunhas e em um trabalho conjunto conseguimos a prisão temporária dele por 30 dias", afirmou. 

O CRIME 

Cibele Ramires Almeida morreu após ser atingida com duas facadas, uma no abdômen e outra no coração. Ela teria sido atingida pelo ex-companheiro, na frente da filha do casal, uma menina de 3 anos. 

De acordo com informações da equipe de investigação da Polícia Civil, o casal estava separado há dois anos, mas voltou a morar junto neste ano durante quatro meses, entre março e junho. A tentativa não deu certo e, de novo, a mulher colocou um ponto final no relacionamento. 

O homem, sem se conformar com o fim, teria invadido o prédio onde a mulher e a filha moravam armado com uma faca. O crime aconteceu durante a madrugada.

Mais notícias


Publicidade