Publicidade

cotidiano

Dor nas costas: estudo de Campinas aponta que 59% sofrem com o problema

Dor de cabeça também está na lista de dores relatadas nos últimos meses em levantamento feito em Campinas

| ACidadeON Campinas -

Dor nas costas: mais da metade de entrevistados sentem dores (Foto: Reprodução/EPTV Campinas)

Você sente alguma dor nas costas ou em algum outro membro do corpo? Se a resposta for sim, saiba que você não está só. Isso é o que aponta um estudo realizado em Campinas, que mostrou que 59% das pessoas que moram na cidade sentem dores nas costas. A dor de cabeça também afeta 33% dos ouvidos na pesquisa. 

O mapeamento sobre dor foi feito com 400 pessoas que participaram do estudo. Nos últimos 12 meses, 59% relataram ter dor nas costas, sendo que 48,7% tiveram o problema várias vezes há mais de um ano (veja mais dados abaixo).  

LEIA MAIS
Hipertensão: Anvisa determina recolhimento de remédio com ativo losartana
Campinas desobriga uso de máscaras nas escolas em agosto

FAZ PARTE DA ROTINA 

Para algumas pessoas, a convivência com a dor é diária. "Tenho dor nas costas, de cabeça. Às vezes passa, mas volta novamente", disse a desempregada Karina Rodrigus. A dor para a advogada Avaneide Batista é frequente. "Sinto dor na lombar porque tenho osteoporose. É uma dor frequente", afirmou. 

Segundo o pesquisador e médico intervencionista Fabrício Dias Assis, a dor crônica é definida pela OMS (Organização Mundial de Saúde) como aquela que dura mais que três meses. 

"Têm pessoas que chegam no consultório e convivem com a dor há 20, 30, 40 anos e nunca procurou um tratamento, pois nem sabe que existe um tratamento para isso", disse. 

O MAPEAMENTO 

O mapeamento da dor está sendo apresentado em um congresso em Campinas nesta semana. "Nós acreditamos em dois pilares: o tratamento interdisciplinar, com psicólogos, terapeutas, e nutricionistas, e o outro que é o tratamento intervencionista da dor. Este utiliza técnicas que pode ser através de agulhas ou até células-tronco em pacientes", explicou o especialista. 

MAPEAMENTO DA DOR 

- 59% dor nas costas nos últimos doze meses 

- 48,7% dor nas costas várias vezes há mais de um ano 

Dores mais relatadas nos últimos meses: 

- 33% teve dor de cabeça 

- 33% teve dor nas costas 

- 8,5% teve dor nas juntas 

- 10% teve queimação de estômago 

Nos últimos 12 meses:

- 54,8% teve dor de cabeça 

- 52,3% teve dor nas costas 

- 33,8% teve queimação no estômago 

DOR CRÔNICA 

Quem convive com dores diretamente sente reflexos tanto na vida pessoal como na profissional. A escrevente notarial Mariana trabalha o tempo todo sentada e teve como primeiro sintoma a dor nas costas. 

"O primeiro sintoma foi dor nas costas e, depois, a dor de cabeça sempre aparece. E ainda mais em alguns dias, se houver muito uso do computador, aparece as dores nos pulsos", disse. 

Para lidar com as dores, ela tenta amenizar com medicamentos. "Isso para amenizar a dor durante o dia", explicou. Para o médico Fabrício Dias Assis que participou do estudo de mapeamento das dores, é possível buscar um tratamento para ajudar neste processo. 

"Muitas vezes você pode não curar a doença, mas hoje a gente chega em um diagnóstico exato e consegue dar um diagnóstico exato e fazer com que a pessoa pare de sentir aquela dor", disse.  

Remédios ajudam a diminuir dor em escrevente notarial (Foto: Reprodução/EPTV Campinas)

LEIA TAMBÉM
Tentativa de sequestro termina com tiroteio e dois mortos em Campinas

Publicidade