Aguarde...

cotidiano

Clientes fazem fila em porta de banco no Centro

Movimentação foi grande na agência da Caixa no Centro de Campinas

| ACidadeON Campinas

Movimento em frente a Caixa na manhã desta terça-feira. (Foto: Denny Cesare/Código 19)

Apesar de toda recomendação para que as pessoas evitem aglomerações por causa do risco de contágio do coronavírus, muita gente tem se arriscado nas filas dos bancos em Campinas.

Hoje cedo uma fila se formou na agência da Caixa Econômica Federal localizada na esquina das ruas Conceição e Barão de Jaguara, no Centro.

A fila acaba se formando no local porque está havendo um controle no número de pessoas que entram no local. A distância recomendada de um metro e meio a dois metros acaba não ocorrendo entre as pessoas.  
 
LEIA TAMBÉM 
Confira aqui as últimas notícias sobre o coronavírus em Campinas e na região 
Unicamp terá núcleo de voluntariado para enfrentar coronavírus

 
O problema, segundo os usuários acontece fora da agência. "Dentro está calmo, tem pouca gente. Usei o terminal eletrônico e tinha álcool em gel. Na hora que sai a moça passou de novo no local. Agora que já fiz tudo no Centro vou para casa", afirmou a dona de casa Cida de Oliveira.

O mesmo aconteceu na agência da Caixa localizada na Avenida João Jorge, na região da Vila Industrial. Lá, teve gente que chegou muito cedo, antes das 7h.   

A aposentada Aparecida Pardinho reclamou que dentro da unidade não viu álcool em gel. "Não tem nessa Caixa Econômica e também não tinha na agência do banco Itaú que também fica nessa avenida. Tem só para os funcionários", afirmou.  
 
Hoje a Caixa passou a funcionar em horário diferenciado, das 10h às 14h, e restrito apenas aos casos que não podem ser tratados pelo atendimento telefônico ou pelos aplicativos do banco para celular e demais serviços digitais. A medida reforça as ações para evitar a proliferação do coronavírus.

OUTRO LADO

Sobre a falta de álcool em gel a Caixa negou e disse que só não fornece para quem está na fila.  
 

Mais do ACidade ON