Aguarde...

cotidiano

Jonas promete ampliar frota e distribuir álcool gel em ônibus

Lotação em horários de pico tem sido reclamação constante de passageiros desde início da quarentena

| ACidadeON Campinas

Passageiros usam máscara dentro dos ônibus em Campinas. (Foto: Denny Cesare/Código19)

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), anunciou na manhã deste domingo (17), em transmissão ao vivo em suas redes sociais, a ampliação da frota de ônibus na cidade e a distribuição de frascos de álcool gel para os passageiros.

Ele não detalhou como será realizada a ampliação das linhas nem quantos frascos serão entregues. Os tubos foram confeccionados pela Sanasa.

O uso de máscaras de proteção já é obrigatório nos ônibus de Campinas desde o dia 4 de maio. A distribuição do álcool gel, segundo Jonas, será mais uma medida para ampliar a higiene entre os passageiros, como forma de prevenção à disseminação do novo coronavírus.

Desde que a quarentena começou oficialmente em Campinas, no dia 23 de março, a Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas) tem reduzido a frequência de linhas com a redução da demanda.

Isso, no entanto, tem provocado queixas de superlotação em alguns veículos, em horários de pico. Sem dar detalhes, Jonas afirmou que as linhas serão ampliadas.

MIL CASOS

O prefeito também afirmou que a cidade deve ultrapassar nesta semana a marca de mil casos confirmados de covid-19. "Não é mau agouro, é uma constatação", disse. No sábado (16), a Prefeitura confirmou que a cidade tem 853 casos de covid-19, com 36 mortes. "Está acelerando. Devemos chegar a mil casos antes do fim de semana", afirmou Jonas. "Por isso é importante que as pessoas colaborem com o isolamento social."

AJUDA PARA ARTISTAS

O prefeito disse que decidiu fazer a transmissão ao vivo na manhã deste domingo para antecipar assuntos que serão definidos durante a semana. Entre eles está um edital para ajudar artistas da cidade que estão sofrendo com a paralisação de atividades na pandemia.

Citando os artesãos da feira hippie do Centro de Convivência, Jonas também cobrou que pedidos devem ser feitos de forma oficial para o governo. "Ouço muita reclamação. 'Puxa prefeito, ajuda a gente'. Eu ajudo. Mas tira uma comissão, de umas três pessoas, e venham conversar. Tragam o pleito", afirmou. 

VEJA O VÍDEO:  


Mais do ACidade ON