cotidiano

Especial coronavirus

Recorde: Campinas confirma 26 mortes por covid-19 e casos passam de 12 mil

Cidade tem agora 481 mortes pelo novo coronavírus e 12.247 casos confirmados

| ACidadeON Campinas -

Covid-19 continuar a registrar novos casos e mortes em Campinas (Foto: Denny Cesare/Código19) 

Campinas confirmou na tarde desta terça-feira (14) - aniversário do município - mais 26 mortes pelo novo coronavírus e passou de 12 mil casos confirmados. Com isso, a cidade tem agora 481 mortes pela covid-19 e 12.247 casos registrados. Desde março, este é o maior número de mortes confirmadas em 24 horas até o momento.

O último recorde havia sido de 23 mortes por covid-19 no dia 23 de junho (leia mais aqui). Além dos casos, a cidade tem hoje 20.659 pacientes que tiveram o diagnóstico descartado para coronavírus (452 a mais que ontem) e investiga ainda 642 (37 a mais).  

Além disso, 10.138 pessoas se recuperaram da covid-19 em Campinas, de acordo com a Administração, e há 409 (28 a menos) pacientes internados. Em isolamento domiciliar, são 1.209.  

Entre as mortes divulgadas, 16 eram homens e o restante, mulheres. Do total, 22 tinham doenças anteriores e a maioria (8 pessoas) está na faixa de 70 a 79 anos. Apenas dois pacientes tinham entre 30 e 39 anos e quatro eram maiores de 80 anos. Veja abaixo a lista sobre as novas vítimas fatais.

SEM LIVE DE ANIVERSÁRIO

Por causa do maior número de mortes anunciadas em um único dia, o prefeito Jonas Donizette (PSB), cancelou a live comemorativa de aniversário da cidade, que previa a presença do comandante do 2º Batalhão Logístico Leve, Tenente Coronel Pedro Castelo Branco Netto.

"Infelizmente, (isso ocorreu) no dia do aniversário da cidade. Mas o aniversário tem suas circunstâncias. Já passamos datas de aniversário que nosso coração não está feliz. E isso está acontecendo em Campinas", disse Jonas.

Segundo o secretário de Saúde, Carmino de Souza, a situação é triste e que exige uma luta pela redução dos números. "Acho que vai reduzir. Tenho convicção de que estamos chegando perto da redução de casos. Temos observado nossos ambulatórios, nossas portas da Saúde. Inclusive, vamos deixar de abrir as unidades básicas de domingo, porque o número vem se reduzindo", disse ele.

Ainda sobre a situação, Carmino disse que há indicadores favoráveis, como o índice de letalidade inferior a 4 (está em 3,9). "Mas, infelizmente, hoje tivemos esses óbitos e é um dia triste para nós. Quero enfatizar que os óbitos não ocorreram em um dia, mas os exames confirmando chegaram agora", disse.   
 
Ainda na live o prefeito de Campinas conversou com o comandante da Guarda Municipal, Márcio Frizarin, via vídeo que esta em casa e isolado com sintomas da doença. Ele fez teste para confirmar covid-19; antes dele, secretário de segurança pública, Luiz Augusto Baggio, também foi infectado e chegou a ficar internado. 
 
Sobre as vítimas  

Homem, de 82 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 10 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.  

Mulher, de 73 anos, que não tinha outras doenças. Morreu no dia 05 de julho em domicílio. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.  

Homem, de 58 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 12 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.  

Homem, de 69 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 12 de julho em hospital privado. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.  

Mulher, de 34 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 12 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.  

Mulher, de 71 anos, que não tinha outras doenças. Morreu no dia 09 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.  

Mulher, de 67 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 09 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.  

Homem, de 52 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 11 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.  

Homem, de 37 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 06 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.  

Homem, de 45 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 13 de julho em hospital público. O exame foi feito  no Instituto Adolfo Lutz.  

Homem, de 75 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 10 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.  

Homem, de 74 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 12 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.  

Homem, de 70 anos, que não tinha outras doenças. Morreu no dia 13 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.  

Mulher, de 70 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 13 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.  

Homem, de 54 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 11 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.  

Homem, de 67 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 13 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.  

Mulher, de 81 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 12 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.  

Homem, de 50 anos, que não tinha outras doenças. Morreu no dia 12 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.  

Mulher, de 65 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 03 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.  

Homem, de 44 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 11 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.  

Mulher, de 88 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 13 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.  

Mulher, de 63 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 12 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.  

Mulher, de 61 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 13 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.  

Homem, de 87 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 11 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.  

Homem, de 72 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 11 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.  

Homem, de 70 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 01 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

Mais notícias


Publicidade