Aguarde...

cotidiano

Campinas chega a 711 mortes por covid-19 e 18,2 mil casos

Do total de casos confirmados 15.861 pessoas já se curaram da doença

| ACidadeON Campinas

Campinas chega ao total de 18.233 infectados pela covid-19. (Foto: Luciano Claudino/Código 19)

A secretaria de Saúde de Campinas atualizou na manhã desta sexta-feira (31) os números da covid-19 na cidade. Segundo a Administração, Campinas registrou a confirmação de mais 10 mortes pela doença nas últimas 24 horas chegando ao total de 711 mortes pela covid-19.

Do total de mortes seis eram homens e quatro mulheres. Três das vítimas não tinham doenças prévias e uma tinha menos de 60 anos (veja perfil abaixo). Ainda estão sendo investigados outras 28 mortes suspeitas pela doença.

Também foram confirmados mais 428 casos confirmados da infecção em moradores na cidade. Agora o total de confirmados subiu para 18.233.  

A cidade ainda investiga mais 772 casos suspeitos e descartou, desde o início da pandemia 29.139 casos.
Do total de casos confirmados 15.861 pessoas já se curaram da doença.  

O número de pessoas internadas em hospitais da cidade teve uma redução de 34 casos e o número hoje é de 419. Segundo a Prefeitura, a quantidade é referente ao mesmo índice do mês de maio.

"Ontem foi o primeiro dia de ocupação dos leitos para covid-19 abaixo dos 80%. Isso é um marco importante e um número significativo. Vemos que no dia a dia isso vem diminuindo. A mortalidade vem caindo. A minha satisfação é de não faltar leito para ninguém e agora vemos que o número de leitos vem aumentando, isso tira a pressão no sistema. Ainda é alto o número de atendimento, mas a gravidade vem caindo, felizmente, e acho que estamos vindo de um círculo virtuoso. Vale destacar que ainda continuamos de quarentena. Não podemos diminuir, o que está acontecendo não pode ser motivo para relaxar", destacou o secretário de Saúde, Carmino de Souza durante transmissão pela redes sociais sobre os números da doença.  

SOBRE AS VÍTIMAS
 
Homem, de 82 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 22 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.  

Homem, de 30 anos, que não tinha outras doenças. Morreu no dia 28 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.  

Mulher, de 71 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 28 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.  

Mulher, de 82 anos, que não tinha outras doenças. Morreu no dia 29 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.  

Homem, de 60 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 29 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.  

Homem, de 98 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 29 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.  

Homem, de 68 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 19 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.  

Mulher, de 90 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 29 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

Homem, de 83 anos, que não tinha outras doenças. Morreu no dia 30 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.  

Mulher, de 78 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 23 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

Mais do ACidade ON