Aguarde...

cotidiano

Covid-19: Hemocentro da Unicamp recebe agendamento para doação de plasma

Podem doar pessoas que já tiveram covid-19; material será usado para uso experimental no tratamento de pessoas infectadas pela doença

| ACidadeON Campinas

Veja na matéria os locais para a doação. (Foto: Divulgação/Governo do Estado)

O Hemocentro da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) esta fazendo agendamentos para a doação de plasma convalescente, que pode ser doado por pessoas que já tiveram coronavírus com objetivo de auxiliar pacientes contaminados. Ao todo são quatro postos de coleta na região, que recebem doações desde semana passada (veja a lista abaixo)

A unidade é listada como um dos pontos de coleta de São Paulo, e integra a campanha criada pelo Governo do Estado, e coordenada pelo Instituto Butantan, para garantir o tratamento de pacientes de covid-19 por meio da transfusão do plasma (leia mais aqui)

O objetivo, segundo o instituto, é transferir ao paciente, de maneira passiva, anticorpos, até que seu próprio organismo tenha tempo para montar sua resposta imune.   

ONDE DOAR?

- Hemocentro Unicamp
Segunda a Sábado - das 07:30 as 15:00 ( Inclusive Feriados )
R. Carlos Chagas, 480 - Cidade Universitária, Campinas - SP

- Hospital Municipal Dr. Mário Gatti
Segundo a Sábado - das 07:30 as 15:00 ( Inclusive Feriados )
Av. Pref. Faria Lima, 340 - Parque Italia, Campinas - SP, 13036-902

- Hospital Estadual de Sumaré
Segundo a Sábado - das 07:30 as 12:00
Av. da Amizade, 2400 Jardim Bela Vista Sumaré SP

- Hemonúcleo de Piracicaba
Segunda a Sexta - das 07:30 as 13:00
Rua Silva Jardim, 1700 (Antigo prédio do Saúde Inteligente, dentro do complexo da santa casa) Piracicaba SP

Para a doação, é necessário realizar o agendamento (clique aqui). Segundo o Hemocentro, além de precisar ter se contaminado pela doença e estar curado há mais de 30 dias, os critérios são os mesmos adotados para uma doação de sangue comum.  
 
MAS O QUE É PLASMA CONVALESCENTE?
 
De acordo com especialistas do Hemocentro, quando uma pessoa contrai um vírus como o covid-19, seu sistema imunológico cria anticorpos para combater o vírus. Esses anticorpos são encontrados no plasma, que é a parte líquida do sangue. O plasma com esses anticorpos de combate à infecção é chamado de "plasma convalescente". 

Através de um processo de doação de sangue, esse plasma rico em anticorpos pode ser coletado de uma pessoa recuperada da doença e depois transfundido para um paciente doente que ainda luta contra o vírus. Isso pode fornecer um impulso ao sistema imunológico do paciente doente e pode ajudar a acelerar o processo de recuperação. 

Ainda segundo o Hemocentro, é permitido no Brasil a coleta e transfusão de plasma de convalescentes para uso experimental no tratamento de pacientes com covid-19. O procedimento é considerado um tratamento experimental, pois os estudos clínicos foram iniciados, mas ainda não foram concluídos. 

"Enquanto as opções para o tratamento da covid-19 estão evoluindo, o plasma convalescente pode ser considerado e pode ajudar alguns pacientes com doença moderada ou grave", informou o Hemocentro por meio de nota.  

QUEM RECEBE 

De acordo com o Butantan, são pacientes elegíveis para receber o plasma aqueles com diagnósticos comprovados de covid-19 e que apresentem sintomas há no máximo 72 horas. O público alvo, segundo o instituto, é especialmente os pacientes imunossuprimidos, idosos com mais de 60 anos e pacientes com comorbidades. 

RESULTADOS 

Dados de um estudo brasileiro feito com 104 portadores de covid-19 já indicam que a terapia com plasma sanguíneo de convalescentes da doença é uma alternativa segura e pode trazer benefícios principalmente se aplicada nos dez primeiros dias de sintomas. 

A pesquisa contou com apoio da FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e foi conduzida por pesquisadores dos hospitais Israelita Albert Einstein e Sírio-Libanês, em colaboração com um grupo do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP).  

Segundo os pesquisadores, do ponto de vista da segurança o método é um procedimento de baixo risco, equivalente ao de qualquer transfusão sanguínea. Já no que diz respeito aos benefícios, foi observado evolução melhor dos pacientes tratados mais precocemente. 

Outros estudos com o método foram realizados nos Estados Unidos, e também sugerem que o tratamento reduz a mortalidade. 

ONDE DOAR? 

- Hemocentro Unicamp
Segunda a Sábado - das 07:30 as 15:00 ( Inclusive Feriados )
R. Carlos Chagas, 480 - Cidade Universitária, Campinas - SP 

- Hospital Municipal Dr. Mário Gatti
Segundo a Sábado - das 07:30 as 15:00 ( Inclusive Feriados )
Av. Pref. Faria Lima, 340 - Parque Italia, Campinas - SP, 13036-902 

- Hospital Estadual de Sumaré
Segundo a Sábado - das 07:30 as 12:00
Av. da Amizade, 2400 Jardim Bela Vista Sumaré SP 

- Hemonúcleo de Piracicaba
Segunda a Sexta - das 07:30 as 13:00
Rua Silva Jardim, 1700 (Antigo prédio do Saúde Inteligente, dentro do complexo da santa casa) Piracicaba SP


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON