Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

Esportes

Após atividade em Campinas, elenco da Ponte viaja nesta quarta

Para o volante João Vitor, a expectativa é de um embate equilibrado

| ACidadeON Campinas

Para o volante João Vitor, a expectativa é de um embate equilibrado (Foto: PontePress/FábioLeoni) 

A equipe da Ponte Preta realizou na manhã desta quarta-feira (10), a última atividade em Campinas, antes de enfrentar o CSA, na sexta-feira (12), em Maceió, em Alagoas. O técnico Gilson Kleina ainda comanda mais um treinamento na capital alagoana nesta quinta-feira (11), para fechar a preparação da equipe, visando o duelo da rodada. Para o volante João Vitor, a expectativa é de um embate equilibrado, principalmente após a Macaca ter reencontrado a vitória na rodada anterior.

"Mais um jogo extremamente difícil. Na partida passada, mesmo não fazendo um grande partida, conseguimos o objetivo, que eram os três pontos. Nós precisávamos para elevar a confiança e agora mais uma vez, vamos ter um jogo difícil, contra uma equipe que briga pelo acesso. Vamos seguir à risca tudo o que o professor falou, para que consigamos um bom resultado lá", afirma João, que conta sobre os pedidos de Kleina à equipe.

"A postura que ele pede a nós, é que a determinação seja a mesma do jogo passado. Que tenhamos bastante vontade, intensidade e isso será determinante para que vençamos. Alguns detalhes do CSA já foram passados, treinamos de uma maneira bem direcionada para o jogo e vamos finalizar a semana compreendendo tudo o que foi passado e que façamos uma grande partida", confia o meio-campista, que não deu detalhes sobre a escalação da equipe para o confronto, mas destaca que quem entrar em campo vai ter uma postura aguerrida.

"Estamos em uma fase do campeonato, que independente da formação que o professor opte em jogar, quem entrar tem que dar seu melhor. O time se empenhava, mas as coisas não aconteciam. Agora eu acredito que a fase mudou um pouco de lado e toda equipe tem que estar junta, para que não demos brecha ao adversário. Que toda equipe esteja focada, correndo e que iniba as jogadas de perigo do CSA. E quando tivermos a bola, chegar ao gol deles e ter 100% de aproveitamento nas finalizações, para conseguir o objetivo, que são os três pontos", avalia.

João Vitor também comenta sobre o momento ruim que o time viveu e como fazer diferente nessa reta final. "No futebol, o mais difícil é a manutenção. Não fizemos uma partida tão boa, mas com determinação, conseguimos um excelente resultado. Temos que manter o foco e a mesma seriedade. Ao longo do campeonato oscilamos muito nesse fator e para todos fica essa incógnita. Nessa fase do campeonato, os atletas estão maduros e cientes dos nossos erros. Que não deixemos acontecer mais uma vez. Espero que possamos fazer uma boa partida e criar uma sequência boa", completa.

Veja também