Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

onlist

Veja cinco motivos para não abandonar a natação no inverno

Principalmente em períodos secos, a natação traz grandes benefícios para quem sofre de problemas respiratórios

| ACidadeON/Campinas

As propriedades da água colaboram para o tratamento destas doenças 

Muitos pais, quando a temperatura começa a abaixar, acabam retirando as crianças da natação com medo que se resfriem ou entrem em crises asmáticas. Na verdade, acontece justamente o contrário: a natação melhora, evita e aumenta o intervalo das crises respiratórias. Com os adultos não é diferente! Só de pensar em vestir um maiô e pular na água, quando o tempo não é convidativo, já bate aquela dúvida.

Leandro Peres, coordenador de esportes do Colégio Polo E, em Indaiatuba, também sente um pouco deste movimento na escola quando o frio começa. Segundo ele, durante o período de Outono e Inverno o ar fica mais seco e, consequentemente, devido ao frio, acontece a diminuição dos vasos sanguíneos - o que dificulta a respiração. Entretanto, a natação não pode ser abandonada.
"Os problemas respiratórios como asma e bronquite se agravam nas crianças e adultos e as crises se tornam ainda mais frequentes. Sendo assim é muito importante que pratiquem exercícios físicos para melhorar a circulação e troca gasosa. Nestes casos, a natação é o esporte mais indicado para grupo de pessoas com problemas respiratórios", destaca.

As propriedades da água colaboram para o tratamento destas doenças. A força que se faz ao empurrar a água (durante um nado ou exercício dentro da piscina) ajuda na amplitude de movimento da musculatura das costas, do abdômen e de todo o tronco, facilitando a inspiração.

A pressão hidrostática, que é a pressão exercida pela água, ajuda na expiração, que é a maior dificuldade do asmático, pois ele se asfixia pela quantidade de ar inspirado, que não consegue soltar. Ela pressiona a musculatura expiratória, esvaziando os pulmões e deixando só o ar residual, o que aumenta a mobilidade do tórax e melhora o sistema cardiorrespiratório.

Segundo Leandro, o único cuidado é em relação ao choque térmico. "É muito importante que se tenha acesso a piscinas cobertas e evite o contato com ar muito frio imediatamente a sua saída. Alguns cuidados devem ser tomados como agasalhar-se para sair da piscina, retirar a roupa molhada e colocar roupa aquecida para voltar para casa", finaliza.

Além de ajudar a evitar resfriados e gripes, confira outros motivos que te convencerão a não largar a piscina no Inverno:

Controle de peso

A natação está entre as práticas físicas mais indicadas para queima de calorias, manutenção e também controle do peso.

Sono tranquilo
Se praticada de forma regular, a atividade combate o stress do dia a dia e permite uma noite de sono muito mais tranquila.

Melhora o colesterol e reduz o risco de diabetes
Por ser uma atividade aeróbia, a natação balanceia os níveis de colesterol no organismo, aumentando o nível do HDL, o colesterol bom. Um treino intenso pode queimar até 700kcal, reduzindo também o risco de contrair diabetes do tipo 2.

Sem dores nas costas
As aulas aliviam possíveis dores musculares e melhoram as articulações e a musculatura, tornando-a mais enrijecida.

Autoestima elevada
Nada como uma piscina para relaxar e encontrar a combinação perfeita entre corpo e mente sãos. Todo este bem-estar eleva a autoestima e aumenta a disposição.

Veja também