Aguarde...

ACidadeON

cotidiano

Merkel e aliado da CSU tentam superar hoje impasse sobre imigração

Alemanha imigração impasse

| Estadao Conteudo

O impasse sobre a questão da imigração na Alemanha ganhou mais um capítulo depois que o ministro do Interior do país, Horst Seehofer, ameaçou renunciar no fim de semana por considerar insuficiente o acordo que a União Europeia anunciou na última sexta-feira para limitar os fluxos migratórios.

Após mais de dez horas de diálogo com líderes de seu partido, a União Social-Cristã (CSU, pela sigla em alemão), Seehofer afirmou que terá uma rodada final de conversas nesta segunda-feira com a chanceler alemã, Angela Merkel, para tentar superar suas diferenças em relação ao assunto. Ele deixou claro, porém, que irá renunciar se as discussões fracassarem.

"Teremos conversas em Berlim com a esperança de que fechemos um acordo...que seja do interesse deste país e pela estabilidade da coalizão e do governo", disse Seehofer, ao sair da sede da CSU, em Munique.

A CSU, da qual Seehofer é o principal dirigente, faz parte da coalizão governista alemã que inclui a União Democrata-

Cristã (CDU), de Merkel, e o Partido Social-Democrata (SPD).

A eventual renúncia de Seehofer seria uma ameaça para o futuro do governo encabeçado por Merkel. Se a CSU abandonar a coalizão, a aliança de Merkel perderá a maioria no Parlamento, o que provavelmente levará à convocação de novas eleições na Alemanha. Fonte: Dow Jones Newswires.

Veja também