Publicidade

brasilemundo

Saúde confirma sétimo caso de varíola dos macacos no país

Paciente tem 34 anos e é tratado em casa no Rio Grande do Sul

| ACidadeON Campinas -

 

Foto: Divulgação/Agência Brasil/CDC


O Ministério da Saúde informou que o sétimo caso de varíola dos macacos (monkeypox) foi notificado no país. De acordo com a pasta, o mais recente foi confirmado nesta sexta-feira (17) no Rio Grande do Sul.

O paciente é um homem de 34 anos, com histórico de viagem para a Europa. Segundo a pasta, o paciente está em isolamento domiciliar e apresenta estado clínico estável, sem complicações. Ele é monitorado pelas secretarias de Saúde municipal e estadual.

Dos sete casos confirmados, quatro estão em São Paulo, dois no Rio Grande do Sul e um no Rio de Janeiro. Nove casos suspeitos são investigados. 

 
LEIA TAMBÉM  
Região de Campinas confirma 2º caso de varíola dos macacos 
São Paulo confirma terceiro caso de varíola dos macacos no estado
 Positividade de testes covid-19 tem alta de mais de 300% em Campinas
 

A varíola dos macacos é uma doença causada por vírus e transmitida pelo contato próximo ou íntimo com uma pessoa infectada e com lesões de pele. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, o contato pode se dar por meio de um abraço, beijo, massagens, relações sexuais ou secreções respiratórias. A transmissão também ocorre por contato com objetos, tecidos (roupas, roupas de cama ou toalhas) e superfícies que foram utilizadas pelo doente.

Não há tratamento específico, mas, de forma geral, os quadros clínicos são leves e requerem cuidado e observação das lesões. O maior risco de agravamento acontece, em geral, para pessoas imunossuprimidas com HIV/aids, leucemia, linfoma, metástase, transplantados, pessoas com doenças autoimunes, gestantes, lactantes e crianças com menos de 8 anos de idade. 
  

LEIA MAIS   
Morador de Vinhedo é o segundo caso de varíola dos macacos no Brasil

 

Publicidade