'Luta pela Fé - A história do Padre Stu' relata trajetória de superação

O ator Mark Wahlberg interpreta um boxeador sem muitos modos que encontra uma centelha de espiritualidade no novo longa-metragem de Rosalind Ross

| ACidadeON Campinas -

Mark Wahlberg em Luta pela Fé A história do Padre Stu (2022) (Foto: Divulgação)
O ator Mark Wahlberg interpreta um boxeador sem muitos modos que encontra uma centelha de espiritualidade em Luta pela Fé - A história do Padre Stu, novo longa-metragem de Rosalind Ross. A trama é baseada em acontecimentos reais e acompanha Stuart Long em grandes momentos de sua trajetória.

O filme tem início em meados dos anos 1990, quando Stuart ganhava a vida com lutas de boxe amadoras. Sem nunca conseguir um lugar de prestígio no esporte, ele descobre que a sua rotina nos ringues terá que ficar para trás devido à uma inflamação no osso causada pelos golpes que recebe.
 
Mark Wahlberg e Jacki Weaver em Luta pela Fé A História do Padre Stu (2022) (Foto: Divulgação)
Como não tem estudo ou qualquer outra aspiração profissional, Stuart decide se mudar para Los Angeles e ingressar em uma carreira de ator. Entretanto, o que ele consegue é um trabalho no açougue de um supermercado, onde ele conhece a devota Carmen. Interessado pela jovem, ele começa a seguir os seus passos e descobre que a moça é uma católica fervorosa.

Para conquistá-la, Stuart inicia uma peregrinação à igreja frequentada pela jovem. Entretanto, o que começou como um jogo de conquista termina com um interesse genuíno do ex-atleta em encontrar sua função divina neste mundo após um acidente quase acabar com a sua vida.
 
Tereza Ruiz e Mark Wahlberg em Luta pela Fé A História do Padre Stu (2022) (Foto: Divulgação)
Com uma história de redenção e superação impressionante, Luta pela Fé - A história do Padre Stu apresenta um drama repleto de alívios cômicos do ator principal. A narrativa do longa-metragem de Rosalind Ross possui altos e baixos. Ao mesmo tempo em que segue um caminho divertido e descontraído, a trama adquire um tom mais sombrio e comovente no decorrer dos acontecimentos.

O tema do enredo é extremamente extenso, o que garante um desenvolvimento fluido e interessante dos relatos. Apesar de se tratar de uma biografia, o longa-metragem não possui o costumeiro ritmo arrastado que vemos no gênero, e grande parte do carisma do filme é de responsabilidade de seu protagonista. 
 
Mark Wahlberg como Stuart Long em Luta pela Fé A História do Padre Stu (2022) (Foto: Divulgação)
Em um papel confortável para suas habilidades, Mark Wahlberg utiliza todo o seu charme para trazer às telas a admirável história do Padre Stu. Com uma personalidade truculenta e pouca educação, Stuart muda radicalmente durante o desenrolar da narrativa. No começo, Wahlberg é um típico galanteador com um senso de humor sarcástico.

Entretanto, conforme sua situação vai se alterando na narrativa, Mark incorpora uma performance mais forte e comovente, engordando 13 quilos para compor o personagem. O trio formado por Mark Wahlberg, Mel Gibson e Jacki Weaver é formidável, rendendo grandes bons momentos para o longa-metragem, tanto de risadas quanto de choro.
 
Cena do longa Luta pela Fé A História do Padre Stu (2022) (Foto: Divulgação)
Com um roteiro divertido e emocionante, o brilho de Luta pela Fé - A história do Padre Stu está na extraordinária história de Stuart Long, que apresenta um exemplo admirável de superação de obstáculos, independentemente da religião ou crença pregada pelas instituições que ele escolhe seguir, e uma bela mensagem de amor e afeto à vida.