Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Briga entre vizinhos acaba com um morto no Campo Grande

Após matar Alves, Valmir ainda disparou contra Jivonete Josino da Silva, de 36 anos, que namorava Maranhão

| ACidadeON Campinas

Caso foi registrado na 2ª Delegacia Seccional de Campinas. Foto: Código 19

Uma briga entre vizinhos terminou com um deles morto na manhã deste domingo (10) na região do Campo Grande, em Campinas. O lavrador Raimundo Nonato Alves, de 39 anos, conhecido pelo apelido de 'Maranhão', foi assassinado com sete tiros e o principal suspeito de cometer os disparos é seu vizinho identificado pela polícia como Valmir Gomes da Cruz, de 40, que está foragido. No bairro, ele é conhecido como Negão.

Após matar Alves, Valmir ainda disparou contra Jivonete Josino da Silva, de 36 anos, que namorava Maranhão. O disparou acertou o pescoço da mulher e ela está internada no Hospital Ouro Verde. A bala que atingiu Jivonete transfixou o ombro e ela segue em observação no hospital. As informações são do boletim de ocorrência registrado na Polícia Civil. 

Mesmo no hospital a mulher contou à polícia como o crime ocorreu. O caso foi em uma casa na Rua Osvaldo Galerani, no Jardim Satélite Iris,  por volta das 8h20. Ela contou que estava na casa do namorado onde havia passado à noite.   

Ao amanhecer, quis ir embora, porém Maranhão não deixou. Logo em seguida, Valmir teria batido na porta e Alves abriu. Na sequência, eles começaram a discutir e entraram em luta corporal.   

Ela contou que eles seguiram brigando até um matagal ao lado da casa. Segundo a polícia, eles moram em casas localizadas no mesmo terreno.

A mulher contou ainda que ficou dentro da casa e ouviu disparos de arma de fogo. Em seguida, Valmir voltou na casa e disse que ela seria a próxima a morrer e fez um disparo que a acertou no pescoço. Na sequência ele fugiu. 

Jivonete contou também aos policiais que há cerca de dois meses, depois de ingerir bebida alcoólica, xingou Valmir, mas acredita que não tenha sido este o motivo do ataque do vizinho.

A polícia fez buscas na casa do acusado e constatou que ele fugiu em um veículo Monza. Ele ainda teria tomado um banho antes de desaparecer devido a toalhas molhadas com sangue encontrada na casa.

O caso foi registrado na 2ª Delegacia Seccional e segue em investigação pela Polícia Civil.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook