Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Após intoxicação em piscina, crianças recebem alta

Funcionários do Departamento de Vigilância em Saúde da Prefeitura estão, agora de manhã, na academia

| ACidadeON Campinas

Academia teve a piscina interditada após acidente com crianças. Foto: Denny Cesare/Código 19

As crianças intoxicadas por cloro em uma academia no bairro Campos Elíseos, em Campinas, no começo da noite desta terça-feira (9) estão bem e já foram liberadas pelas unidades onde foram atendidas. Elas receberam alta na madrugada desta quarta-feira.

A secretaria de Saúde informou que ao todo sete crianças, e não cinco como foi divulgado ontem, passaram mal e foram encaminhadas a unidades de saúde: duas foram atendidas na UPA do São José e outras cinco no Hospital Ouro Verde. Outras duas não foram atendidas pela rede pública. Nenhuma apresentou reações graves em relação à intoxicação. As crianças têm entre 10 e 11 anos e faziam aula de natação no local.

Funcionários do Departamento de Vigilância em Saúde da Prefeitura estão, agora de manhã, na academia. A piscina onde o problema ocorreu foi interditada por tempo indeterminado. Os funcionários já adiantaram que a academia OTC está com a licença para o funcionamento da piscina vencido. Por conta do problema, o estabelecimento será autuado pelo Município, mas ainda não foi divulgado o tipo de penalidade. A academia está funcionando, apenas a piscina está fechada. 

A proprietária da academia OTC, Luciana da Costa, contou que o problema foi causado por um erro na manutenção da bomba de cloro da piscina. A proprietária ainda informou que o serviço é feito por uma empresa terceirizada. O técnico responsável não precisou ser hospitalizado.  

Testemunhas que estavam na academia quando o acidente ocorreu informaram que as crianças afetadas com a intoxicação tossiam muito e que algumas teriam vomitado.  

O acidente aconteceu por volta das 19h30. O movimento na academia era normal, com funcionários e pais esperando a saída de seus filhos. Apenas as crianças na piscina foram afetadas.  (Com informação de Letícia Oliveira/EPTV)

HISTÓRICO  

Em novembro do ano passado, um acidente com gás de cloro em uma academia no Guanabara matou um homem e deixou mais oito pessoas feridas.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON