Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Escolas de Campinas terão alerta contra "desafio da rasteira"

Secretaria vai orientar unidades para que alunos evitem a brincadeira que virou moda na internet

| ACidadeON Campinas

Secretaria da Educação reprova comportamento e vai orientar escolas (Foto: redes sociais)
 
A Secretaria de Educação de Campinas informou nesta quinta-feira (13) que vai orientar as 206 escolas da rede municipal para que possam lidar com o "desafio da rasteira", que tem preocupado profissionais da educação e pais nos últimos dias. A brincadeira é realizada por três participantes que, um ao lado do outro, pulam até que um deles passa uma rasteira no integrante do meio. O impacto do tombo, normalmente de costas, pode causar ferimentos graves ou até matar.  

LEIA MAIS 
"Desafio da rasteira": alunos viralizam com bom exemplo

Segundo o diretor do Departamento Pedagógico da secretaria, Luiz Mariguetti, todas as 206 unidades da Secretaria Municipal de Educação serão alertadas sobre os riscos por trás da prática deste jogo. "Vamos pedir aos professores que fiquem atentos aos riscos desta brincadeira", afirmou o diretor.

ORIENTAÇÃO

A ação preventiva será realizada devido aos diversos vídeos que circulam nas redes sociais. Como forma de conscientizar os alunos, os educadores serão orientados a realizar atividades dentro das salas de aula e incentivarão o diálogo entre todas as partes para que os estudantes tenham informações sobre os problemas causados por esta brincadeira e evitem a participação, preservando a integridade física de todos envolvidos seja no ambiente escolar ou em casa.

A ORIGEM

O "desafio da rasteira" viralizou após o youtuber Robson Calabianqui dar uma rasteira na própria mãe e postar na internet. Muitos acharam divertido e começaram a repetir, mas especialistas alertam que a perigosa brincadeira pode até levar à morte.

Diante da repercussão negativa, o youtuber, que é conhecido como Fuinha e tem mais de 2 milhões de seguidores, retirou o vídeo do ar e fez um pedido de desculpas publicamente.

"O vídeo, até certo ponto, parece engraçado, mas vocês sabiam que eu poderia ter perdido a minha mãe por causa desta brincadeira? Ela poderia ter batido a cabeça e sofrido um traumatismo craniano ou qualquer uma outra lesão irreversível para a vida dela. Por conta disso, estou muito arrependido por ter postado esse vídeo. Em nenhum momento eu pensei que ele seria um viral dessa proporção", afirmou Fuinha.

"Como influenciador, eu errei. Como humorista, eu falhei. Eu peço desculpas para todos vocês. Então quero pedir de coração que não propaguem esse vídeo", acrescentou.

Mais do ACidade ON