Aguarde...

cotidiano

Secretaria suspende atividades esportivas para idosos

Medida foi tomada como prevenção ao coronavírus, já que pessoas com mais de 60 anos integram grupo de risco

| ACidadeON Campinas

Secretaria de Esportes suspendeu atividades que atendem idosos (Foto: Divulgação) 

A Secretaria de Esportes de Campinas decidiu hoje (12) suspender todas as atividades da pasta voltadas para idosos por causa da pandemia de coronavírus. Ao todo são 112 atividades que diariamente atendem a população com mais de 60 anos faixa etária mais vulnerável ao novo vírus. As aulas de dança, ginástica e caminhada, entre outras, ocorrem em ginásios e espaços públicos municipais e atingem cerca de 10 mil idosos.

LEIA MAIS 
Coronavírus: Unicamp suspende atividades de 13 a 29 de março

A decisão foi tomada na tarde desta quinta-feira após a reunião do Comitê de Enfrentamento ao Covid-19 da Prefeitura de Campinas. A medida é preventiva porque os idosos integram o grupo de risco ao vírus, e não há prazo determinado para que as atividades sejam retomadas.
 
DÉRBI E CORRIDA DE RUA 

O grupo, intersetorial, também definiu que os dois grandes eventos esportivos que vão ocorrer nos próximos dias em Campinas:  uma corrida de rua no domingo (15) e o dérbi, entre Guarani e Ponte Preta, na segunda-feira (16), por enquanto estão mantidos.   

A recomendação é que pessoas que estejam com algum sintoma de gripe como coriza, febre, tosse, dor de garganta evitem ir nesses eventos.

"Estamos seguindo as recomendações da OMS (Organização Mundial de Saúde) e do Ministério da Saúde. Em Campinas não há transmissão comunitária confirmada. E por esses eventos serem em locais abertos entendemos que eles podem acontecer. Caso ocorra alguma novidade essas medidas serão reavaliadas", explicou o secretario de Esportes, Dário Saadi. 

Em Campinas não há nenhum caso confirmado da doença, por enquanto 11 casos suspeitos são investigados.

IDOSOS

O secretário explicou ainda que a medida de suspender as atividades para os idosos é uma forma de prevenção. "Até acalmar as coisas. Vamos avaliar diariamente a questão do vírus na cidade para irmos alinhando as ações. A suspensão das aulas começa partir de amanhã. Os professores já estão orientados. Sabemos que o idoso é o grupo mais vulnerável a doença e precisamos criar essa proteção", avaliou.

Relatório da OMS (Organização Mundial de Saúde) e do Ministério da Saúde colocam as pessoas mais idosas entre os mais suscetíveis e entre aqueles afetados pelos maiores índices de letalidade quando atingidos pelo novo coronavírus.  

Segundo especialistas, uma série de fatores colabora para que esse grupo seja mais afetado que a população em geral:  

- O sistema imunológico dos idosos costuma ser deficiente por causa da idade;  

- Mesmo as vacinas tomadas na juventude já não são tão eficazes, portanto há menos anticorpos no organismo;  

- Os pulmões e mucosas tornam-se mais frágeis e vulneráveis a doenças virais;  

- O idoso costuma engasgar e aspirar mais, inclusive levando mais a mão à boca, aumentando o risco de contágio;

Mais do ACidade ON