Aguarde...

cotidiano

Casos de dengue em Campinas se aproximam dos 3 mil registros

A região com maior número de casos é a Sudoeste, onde estão os bairros do distrito do Ouro Verde

| ACidadeON Campinas

Saúde informou que a maior parte dos criadouros fica dentro das casas. (Foto: Divulgação/Prefeitura de Campinas)

Campinas chegou a 2.952 casos de dengue registrados pela Secretaria de Saúde. Os casos ocorreram entre 1º de janeiro e 18 de maio deste ano. A incidência é de 242 casos a cada 100 mil habitantes. A cidade não registrou vítima fatal causada pela doença.

A região com maior número de casos é a Sudoeste, onde estão os bairros do distrito do Ouro Verde, com 781 casos, seguida pela Noroeste, bairros da região do Campo Grande, com 776.   

As regiões Norte (onde estão bairros da região do Chapadão, Jardim Aurélia, Campos dos Amarais entre outros), Leste (bairros da região do Taquaral, Cambuí, São Quirino, Nova Campinas entre outros) e Sul (bairros da região do Campo Belo, Jardim Baronesa, Carlos Lourenço entre outros) têm, respectivamente, 738, 389 e 277 confirmações.  

Um levantamento feito pelo Devisa (Departamento de Vigilância em Saúde) aponta que 80% dos criadouros estão dentro de casa. Por isso a Prefeitura faz um apelo para que as pessoas façam a sua parte, destinando corretamente os resíduos e evitando criadouros. 
 
Para acabar com a proliferação do mosquito é preciso evitar acúmulo de água, latas, pneus e outros objetos. Os vasos de plantas devem ter a água trocada a cada dois dias. É importante, também, vedar a caixa d'água. Os vasos sanitários que não estão sendo usados devem ficar fechados. 
 
Segundo a Prefeitura, desde janeiro, 227.642 imóveis foram visitados pelas equipes de Saúde para controle de criadouros. No mesmo período, 140.926 imóveis localizados em áreas de transmissões foram nebulizados.

De 1º de janeiro a 2 de maio foram coletadas 10.141 toneladas de resíduos despejados irregularmente na cidade; 1.423 toneladas de resíduos foram recolhidas na Operação Cata-Treco e outras 10.121 toneladas de resíduos foram recebidas nos ecopontos.



Mais do ACidade ON