Aguarde...

cotidiano

Professor é investigado por enviar foto pelado em grupo de alunos

Caso ocorreu no começo da manhã desta quinta-feira com alunos do sexto e sétimo ano; pais já fizeram boletim de ocorrência

| ACidadeON Campinas

1ª DDM de Campinas (Foto: Código19) 

A Polícia Civil e a Diretoria de Ensino de Campinas estão investigando o caso de um professor da rede estadual que enviou uma foto sem roupa em um grupo WhatsApp de alunos do 6º e 7º anos de uma escola estadual de Campinas.

Nesta quinta-feira (15), os alunos receberam, às 7h45, uma foto do professor nu junto com os seguintes mensagens: "Professor é natu", "Professor é rismo", "Professor é naturismo", "Bom dia pelados. Com achocolatado gelado e corpo pelado" e "Ótimo dia de chuva. Beijos pelados".

Assim que o professor enviou as imagens, os alunos começaram a sair do grupo e os pais foram fazer boletim de ocorrência.

"Minha sobrinha me informou e me mandou a foto. Fiquei bastante horrorizada. Eu entrei em contato com a polícia e disseram que poderia fazer o boletim de ocorrência de forma on-line", contou a tia de uma das vítimas.

Uma mãe que fez outro boletim também afirmou que o professor estaria se aposentando e ontem tinha se despedido com essa mensagem: "Fico até o fim deste mês, depois estarei aposentado. Foi um prazer atuar um pouquinho na história de vocês, dentro ou fora da arte. Deixei na escola uma pasta com propostas de trabalhos, como legado para vocês estarem pesquisando. Meu face, sempre terá algo da minha arte...sic".

INVESTIGAÇÕES

A equipe gestora da escola informou aos pais, através de comunicado via WhatsApp, que tomou conhecimento do ocorrido e que os fatos estão sendo apurados.

O delegado responsável pelo Deinter (Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo Interior) confirmou que a DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) está investigando a denúncia mas não informou os próximos passos da investigação. 

OUTRO LADO  

Procurado, o professor disse que é naturista, mas que encaminhou a mensagem em grupo errado. 

"Sou naturista desde 40 anos. Na ideia de enviar mensagem para amigos, acabei enviando para o grupo errado" declarou. No entanto, o professor ainda alegou que "nada ocorre de maneira aleatória", e que o erro poderia servir de discussão sobre o tema.  

"Nada ocorre de maneira aleatória. Na arte, sempre existiu o nu. Artistas de tv, vários, já postaram fotos. Existem programas com nu na tv. E ainda assim, existe um preconceito, generalizado sobre o tema, assim como contra mulheres, raça, religião. Assim, quem sabe, não possamos tentar minimizar essa historia. Apenas cometi um erro que até pode servir para uma discussão sobre o tema [...] A historia mostra o quão estamos, ainda, atrasados em nossos conceitos", acrescentou.


Mais do ACidade ON