Publicidade

cotidiano

Pacientes reclamam de demora em atendimento de UPAs de Campinas

Moradores afirmaram que não havia médicos nas UPAs São José e Campo Grande; prefeitura informou que escala estava completa, mas houve sobrecarga de atendimento

| ACidadeON Campinas -

Atendimento na UPA São José neste fim de semana (Foto: Reprodução/Samira Valadares) 

Pacientes das UPAs (Unidades de Pronto-Atendimentos) de Campinas reclamaram da demora no atendimento dos locais neste fim de semana em Campinas. Os moradores alegaram que não havia médicos atendendo no locais tanto no sábado (17) como neste domingo (18). A Prefeitura negou os casos (leia mais abaixo).

Em um vídeo gravado por uma moradora, uma paciente questiona a equipe da UPA São José sobre a falta de médicos na unidade. "Quero saber se tem médico nessa 'porcaria' ou não tem? Não vou ficar quieta não. Fala a verdade!".

Ela é respondida por um membro da equipe, que tenta acalmá-la (veja vídeo abaixo). Procurada, a Prefeitura de Campinas, por meio da Rede Mário Gatti - que administra o serviço -, informou em nota oficial que "não procede a informação de que não há médicos nas UPAs Campo Grande e São José".

A rede disse ainda que "ambas as unidades trabalham em regime porta aberta" e "atendem a todos os pacientes que procuram o serviço".

Além disso, a prefeitura disse que "as escalas médicas estão completas". "Na UPA São José o atendimento segue normal, mas houve uma sobrecarga da emergência da tarde para a noite", explicou.

Já na UPA Campo Grande "também ocorreu aumento de casos de urgência e emergência necessitando de atendimento".

A Rede Mário Gatti informou, por fim, que "os casos mais graves são atendidos com prioridade, assim como os que chegam ao local por ambulâncias, em relação àqueles mais leves e sem risco de morte". 



Mais notícias


Publicidade