Publicidade

cotidiano

MP denúncia quatro pessoas após morte de paciente de clínica em Valinhos

Segundo Promotoria, paciente seria mantido em cárcere privado em troca de remuneração a ser paga pela irmã; entenda o caso

| ACidadeON Campinas -

Betinho Padrenosso (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

 
O MP (Ministério Público) denunciou quatro pessoas pelo sequestro, cárcere privado e a morte do músico Roberto Padrenosso Filho, conhecido como Betinho Padrenosso, de 47 anos. 

Ele deveria ter sido levado para internação em uma clínica de reabilitação, em Valinhos. O caso estava sendo investigado pela Polícia Civil desde o dia 8 de novembro após o homem chegar morto no local.

Segundo o promotor de Justiça de Jaú, Rogério Rocco Magalhães, a irmã da vítima havia contratado os serviços da clínica para o tratamento do músico, que era usuário de drogas. Um dos denunciados se apresentou como responsável pela área médica da empresa e realizou a negociação com a irmã.

SEQUESTRO

No dia do ocorrido, três dos denunciados se dirigiram à casa do homem e o obrigaram a entrar em um veículo. 

Ainda segundo o promotor, a intenção dos envolvidos era levar o homem até a clínica, onde o paciente seria mantido em cárcere privado em troca de remuneração a ser paga pela irmã. 

ESPANCADO

Porém, durante o trajeto, o paciente reagiu e tentou abandonar o carro, pedindo socorro. 

Diante disso, os envolvidos passaram a agredir o paciente com socos e chutes e imobilizaram o com uma "gravata", de acordo com o Ministério Público. A série de lesões corporais levou o homem à morte, indicou o órgão.

PRISÃO

No dia do ocorrido, quatro pessoas que faziam o transporte para a clínica de reabilitação foram presas em flagrante. Dessas, duas foram liberadas e duas passaram por audiência de custódia, tendo a prisão preventiva decretada. 

Na denúncia desta quarta-feira, a Promotoria pediu a decretação de prisão preventiva de dois denunciados e a manutenção da custódia dos outros dois, que já se encontram detidos. O caso tramita em segredo de Justiça. 

*Com supervisão de Sarah Brito*

Mais notícias


Publicidade