Publicidade

cotidiano

Motoboy atropelado após briga de trânsito em Campinas pode ter sequelas

Entregador Rafael Fagnani Ferraz recebeu alta ontem e foi recebido em casa com buzinaço

| ACidadeON Campinas -

 

Rafael Fagnani Ferraz recebeu alta do HC da Unicamp na noite de ontem (Foto: Reprodução/EPTV)

O motoboy atropelado no último dia 21 após uma briga de trânsito, em Campinas, recebeu alta do HC (Hospital de Clínicas) da Unicamp na noite desta sexta (3). Ele foi recebido em casa com festa de parentes e outros entregadores. Segundo os médicos, Rafael Fagnani Ferraz deve apresentar sequelas no braço e perna. 

"A melhor sensação do mundo, sair com vida. Tenho de agradecer a Deus, em primeiro lugar, e segundo minha família. (...) Agradecer todo mundo que me ajudou, e quero Justiça", disse Ferraz na saída do HC. 

Internado no HC desde o dia da briga generalizada, Ferraz passou por diversos procedimentos cirúrgicos. Depois de ser atingido por uma Hilux, ele quebrou os dois braços, uma das pernas e perdeu sete dentes. Um dia após a ocorrência, uma vaquinha em apoio a ele foi organizada na internet. 

A mulher do entregador, Priscila Ferraz, disse que os médicos informaram que Rafael "nasceu de novo" e que deve apresentar sequelas de movimento no braço e em uma das pernas. 

"Quero só Justiça, sempre fica impune. Acabou com minha família, meu filhos estão sofrendo, mas graças a Deus meu marido está vivo. Eu quero que eles (pai e filho) vejam o que fizeram com minha família", disse Priscila. 

Após ter alta do HC (Hospital de Clínicas) da Unicamp na noite de ontem, Rafael foi recebido em casa com festa de parentes. Já motoboys fizeram um buzinaço para o entregador. 

A INVESTIGAÇÃO 

O 4º Distrito Policial, na região do Taquaral, em Campinas, informou na tarde de quarta (1º) que pediu a prisão preventiva de Fabiano e Thiago Nicolini, pai e filho acusados de agredirem motoboys em uma briga de trânsito no último dia 21 de novembro que ganhou repercussão nacional. 

O inquérito policial foi relatado à Justiça e ao MP (Ministério Público) na última terça (30) e indicia Fabiano, motorista da Pajero, pelos crimes de tentativa de homicídio, dano qualificado e direção perigosa. 

Já Thiago, que conduzia uma Hilux, vai responder por homicídio qualificado tentado e homicídio simples tentado por ter atropelado por engano e ferido gravemente o entregador Rafael Fagnani Ferraz.  

Imagens mostram momento que carro atinge motoboy (Foto: Reprodução)

A DEFESA 

O advogado Cláudio Dalledone Júnior, que representa a família dos dois indiciados, diz estranhar a decretação da prisão preventiva, "uma vez que os clientes se apresentaram espontaneamente, se colocaram a disposição da autoridade policial, respondendo a todos os questionamentos do delegado". 

Em comunicado enviado à imprensa, Dalledone diz ainda que todos têm residência fixa e que Fabiano "irá apresentar sua versão dos fatos ocorridos" e que o cliente "vem sendo ameaçado por pessoas perigosas ligadas ao grupo de motociclistas". 

NOVAS IMAGENS 

No começo desta semana, novas imagens de câmeras de segurança divulgadas pela polícia mostram a briga entre dois motoristas e motoboys, que terminou com o entregador atropelado, em Campinas. O caso ocorreu em um domingo, na região do Parque Taquaral, e ganhou repercussão nacional (veja o vídeo abaixo). 

As imagens obtidas pelo programa Fantástico da Rede Globo/EPTV, mostra o momento em que a vítima, Rafael Ferraz, de 36 anos, é atropelado pelo motorista da Toyota Hilux. Segundo a Polícia Civil, o carro era conduzido por Thiago Marcos Nicolini, de 21 anos, que teve prisão preventiva decretada nesta semana.  


BRIGA GENERALIZADA 

O pai de Thiago, Fabiano Nicolini, também envolvido no caso está foragido e também teve a prisão decretada. Ele e outro motoboy começaram uma briga após Fabiano, que dirigia uma Pajero, fechar dois motociclistas e ser seguido. 

Ele aparece em imagens gravadas por uma testemunha discutindo com um dos entregadores no semáforo do cruzamento da Avenida Almeida Garret com a Rua Fernão Lopes, no Taquaral. 

O motoboy agride o homem com o capacete e sai do local, mas é perseguido. O motorista da Pajero segue o entregador e, depois, joga o carro em cima dele. O condutor ainda acelera diversas vezes na tentativa de atingir o motoboy. 

Na sequência, Fabiano desce do carro e os dois entram em luta corporal. Um outro motoboy que passava pelo local seguiu o motorista da Pajero até a casa dele e alega que quase foi atingido pelo condutor pelo menos cincos vezes. 

Uma imagem mostra a Pajero de Fabiano Nicolini com a frente danificada e a caminhonete Hilux, conduzida pelo filho, pouco atrás. Uma moto passa quase junto e, um pouco mais atrás, outros três motoboys. 

A caminhonete Hilux dá ré, quase acerta duas motos, bate em carros estacionados e segue em frente. Perto dos veículos estava outro motoboy, Rafael Fagnani Ferraz. Ele virou em uma rua, mas foi seguido e em seguida atropelado pela Hilux.

Mais notícias


Publicidade