Publicidade

cotidiano

Campinas faz encontro e discute detalhes de plano de concessão de Viracopos

Secretário nacional de Aviação civil esteve em Campinas para apresentar destaques da proposta

| ACidadeON Campinas -

Entrada do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (Foto: Denny Cesare/Código19)


O secretário nacional de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura, Ronei Saggioro Glanzmann, esteve nesta terça-feira (14) em Campinas, para apresentar dados sobre o novo plano de concessão do aeroporto de Viracopos
.  

O encontro foi promovido pela Prefeitura de Campinas, pelo Parlamento da RMC (Região Metropolitana de Campinas) e pelo Conselho de Desenvolvimento da RMC. O edital e o contrato para relicitação foram aprovados no final de agosto.

DETALHAMENTO

Glanzmann apresentou algumas diferenças entre a próxima concessão, com leilão previsto para o primeiro trimestre de 2022, da realizada em 2012.  

Uma das mudanças é a área objeto da concessão. Em 2012, foi objeto da concessão os 27 quilômetros quadrados do sítio aeroportuário, mas, no novo modelo, serão disponibilizados 13 quilômetros quadrados. O secretário justificou a alteração com o objetivo de aumentar a segurança jurídica.

O novo modelo de concessão prevê em 30 anos a implantação de mais uma pista e o aumento no tráfego de passageiros para 40 milhões por ano. Atualmente, o terminal recebe cerca de 10 milhões de passageiros por ano. 

Segundo Glanzmann, a área disponível para a concessão tem capacidade para abrigar quatro pistas no total. Ele ainda defendeu que os investimentos nos próximos anos sejam feitos de acordo com a demanda.

DEBATE E REINVIDICAÇÃO DE ÁREA

Após a apresentação, foi feito um debate que ouviu representantes de diversos setores, como entidades de classe, empresas que operam no aeroporto, além de prefeitos e vereadores de cidades da RMC.

Durante o debate, o prefeito de Campinas, Dário Saadi, reivindicou que a área da concessão seja reavaliada. "Faço coro para que o Governo Federal avalie o sítio aeroportuário, que esta área seja preservada no novo modelo de concessão. Reivindicamos que faça parte no novo modelo a área de 27 quilômetros quadrados, porque o aeroporto não é estratégico apenas para o futuro da cidade, mas de toda a RMC. Uma área maior possibilita aumento da geração de renda e vai induzir o desenvolvimento da região", afirmou o prefeito.

Segundo o doutor em economia do Instituto de Geociências da Unicamp, Josmar Cappa, presente no evento, a implantação de uma cidade aeroportuária com ampla variedade de serviços tem potencial para criar mais de 140 mil empregos.

Sobre os investimentos de acordo com a demanda, o secretário municipal de Finanças, Aurílio Caiado, destacou que um plano para 30 anos é fundamental para sinalizar aos investidores internacionais a importância econômica da região de Campinas. 

"Viracopos é estratégico demais e deve ter um papel de liderança na indução do desenvolvimento econômico e não atender apenas à demanda", explicou o secretário.

CRONOGRAMA

No final de 2021 foi encerrado o processo de audiência pública sobre a nova concessão do aeroporto de Viracopos.

No início de 2022, o projeto será enviado para análise do Tribunal de Contas da União (TCU) e o novo leilão está previsto para acontecer no primeiro trimestre do próximo ano.

Mais notícias


Publicidade