Aguarde...

cotidiano

Sob pressão, Campinas abrirá mais 50 leitos de UTI no SUS

Reforço é para tirar pressão da rede de saúde da cidade, atualmente com oferta maior de leitos particulares para covid-19

| ACidadeON Campinas

O Hospital Municipal Mário Gatti, em Campinas (Foto: Luciano Claudino/Codigo19)

A partir da próxima semana, Campinas deve ter mais 50 leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) para atendimentos no SUS (Sistema Único de Saúde), para aliviar a pressão nas redes municipal e estadual.

Na quinta-feira (4), a taxa de ocupação do leitos do SUS chegou a 82,81% na cidade (último dado disponível), e a maior oferta de leitos para covid-19 atualmente é na rede particular.  

LEIA MAIS 
Após aglomeração, grupo faz última entrega de cesta básica no Taquaral  
Devagar, projeto do rodízio de veículos avança na Câmara

Segundo a Prefeitura de Campinas, na próxima semana serão abertos mais 50 leitos de UTI, sendo seis na Casa de Saúde; dez na Santa Casa e 15 no Hospital Metropolitano. Também entrarão em funcionamento outros 19 leitos de UTI covid no Hospital Municipal Mário Gatti.

Além desse reforço, ainda nesta semana, foram abertos 11 novos leitos de UTI covid no Hospital Mário Gatti e três no Hospital Samaritano. A oferta de leitos é importante para não causar desassistência no atendimento aos pacientes com o novo coronavírus na cidade, além de balizar a flexibilização da quarentena, com o retorno gradual das atividades como comércio e serviços, prevista para a próxima segunda-feira, dia 8 de junho (leia mais aqui).

O número, inclusive, é um dos critérios usados pelo governo estadual no Plano São Paulo, que prevê a flexibilização da economia em cinco fases nos municípios paulistas. Campinas esta na segunda fase. 

Ao todo, são usados os seguintes critérios: média da taxa de ocupação de leitos de tratamento intensivo para covid-19; número de leitos UTI covid por 100 mil habitantes e evolução semanal de casos confirmados, internações e mortes pela doença na comparação com a semana anterior.

Assim, se os números forem favoráveis, a cidade estará habilitada a "passar de fase", podendo abrir mais setores de comércio e serviços.

Na sexta-feira (5), Campinas atingiu 97 mortes confirmadas de covid-19, além de 2.465 contaminados.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON