cotidiano

Prefeitura de Valinhos cria "passaporte de vacinação" contra covid

Cidade é a 2ª da região de Campinas que institui medida; veja como funciona

| ACidadeON Campinas -

Prefeitura de Valinhos (Foto: Divulgação) 

A Prefeitura de Valinhos anunciou nesta quarta-feira (22) a criação do "Passaporte de Vacinação contra a Covid-19", tornando obrigatória a apresentação do documento em estabelecimentos e eventos. A cidade é a segunda da RMC (Região Metropolitana de Campinas) a adotar a medida.

O primeiro município foi Cosmópolis, no dia 16 de agosto. Em Valinhos, a medida é válida desde a última terça-feira (21) e o documento do cartão será para locais com capacidade superior a 500 pessoas.

PRIMEIRA DOSE

Será exigida, no mínimo, a comprovação da primeira dose da vacina contra a doença. O cartão deverá ser apresentado em locais que promovam eventos, shows, congressos e jogos.

Segundo a prefeita Capitã Lucimara Godoy, a criação do cartão levou em consideração o atual momento de retomada segura, prevista pelo Governo do Estado de São Paulo, que prevê o fim das restrições de horário para comércio e serviços, com ocupação de até 100%, nos estabelecimentos.

COMPROVANTES

Segundo o decreto, os comprovantes de vacinação exigidos podem ser o cartão vacinal, fotos do cartão ou o comprovante de vacinação digital, que pode ser acessado no aplicativo Poupatempo Digital, disponível para smartphones ou na plataforma ConectSUS. 

EM COSMÓPOLIS 

Em Cosmópolis, o passaporte da vacina é para "todos os estabelecimentos no município que solicitem, para acesso das pessoas às suas dependências, a comprovação vacinal".

Já para estabelecimentos como templos religiosos, casas de shows, cinemas, eventos sociais e esportivos com frequência acima de 100 pessoas serão obrigados a exigir o comprovante da vacinação contra o coronavírus. 

Os servidores e comissionados da Prefeitura terão ainda que tomar a vacina, de forma obrigatória, e comprová-la. A falta de cumprimento ao decreto vai caracterizar falta disciplinar para esses funcionários.

Mais notícias


Publicidade