cotidiano

Pfizer chega a 100 milhões de doses entregues em Viracopos

Voo que completaria operação no último domingo foi remanejado por questões logísticas; entenda

| ACidadeON Campinas -

Carga da Pfizer desembarca em Viracopos (Foto: UPS/ALF TV)
 

O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, recebeu às 20h57 desta terça-feira (5) 1.140.750 doses da vacina ComiRNAty contra a covid-19. O lote 95 da Pfizer deveria chegar no domingo (4), mas foi remanejado "por questões logísticas".

Com essa remessa, a farmacêutica cumpre o primeiro acordo feito com o governo brasileiro cinco dias após o prometido. Isso porque a empresa prometeu em 19 de março que 100 milhões de imunizantes seriem entregues até 30 de setembro.

O primeiro desembarque aconteceu em 29 de abril. Desde então, todos os lotes chegaram por Viracopos. As doses contra a doença são produzidas pela Pfizer em parceria com a BioNTech. Os aviões partiram de Miami, nos Estados Unidos

ENTREGA FRUSTRADA

O voo que chegou hoje seria o último dos quatro marcados para o último domingo. Naquele dia, 2.895.750 imunizantes chegaram a Campinas entre 5h30 e 7h15. A aterrissagem que encerraria o cronograma, porém, não aconteceu.

Pouco antes do pouso, previsto para ser concluído às 16h, a Pfizer divulgou que a remessa não chegaria e justificou que o remanejamento da entrega foi adotado "por questões logísticas". No comunicado, porém, não divulgou novo prazo.

A confirmação só veio nesta terça, quando o avião decolou de Miami.

O OUTRO CONTRATO

O segundo contrato entre a fabricante e o governo foi assinado em 14 de maio. O documento prevê mais 100 milhões de doses entregues até dezembro e deve ter os primeiros cronogramas de remessas divulgados nos próximos dias.

Mais notícias


Publicidade