Aguarde...

ACidadeON

Voltar

Esportes

Tiãozinho fala pela primeira vez após assumir a Ponte Preta

Ele enfatizou a paixão que tem pela Ponte Preta, o compromisso da diretoria com os atletas e, em especial, a importância de se entregar no clássico de sábado para buscar a vitória

| ACidadeON Campinas

Novo presidente falou com a imprensa. Foto: Denny Cesare/Código 19

O dérbi vem aí, será neste sábado (8), e o recém empossado presidente pontepretano Sebastião Arcanjo, o Tiãozinho, foi nesta quinta (7) ao hotel onde a equipe se concentra, para conversar com a comissão técnica e incentivar os atletas.

Quinquagésimo terceiro presidente alvinegro e o primeiro negro, apesar de a Macaca ser a primeira democracia racial no futebol, tendo afrodescendentes entre os dirigentes e elenco desde a fundação em 1900 Tiãozinho contou aos jogadores sobre a própria origem humilde e a luta diária para chegar onde está (eletricitário, ele já foi vereador, secretário municipal e deputado estadual, e hoje trabalha na iniciativa privada; na Ponte, já foi diretor de futebol, diretor social, vice-presidente e presidente-interino).  
    
. "Temos que suar a camisa, dérbi ganha quem sua mais, quem se entrega mais. Não se trata de transformar o dérbi no jogo da redenção e sim de jogar para defender as cores da Ponte Preta", disse Tiãozinho, que de tarde também acompanhou pessoalmente o treinamento do time no CT. Entre a conversa do início da tarde e a atividade, porém, o presidente foi sabatinado pela imprensa, em entrevista coletiva.

CONVOCAÇÃO FEITA POR ROGER
 
"O que me fez aceitar essa convocação para ser presidente foi a entrevista do Roger ao fim do jogo contra o América-MG, quando ele disse que a Ponte precisava encerrar o capítulo da briga política e voltar a ter tranquilidade, que a instituição era maior do que todos. Eu conheço o Roger, a família do Roger, frequento o bairro dele, escola de samba... domingo, inclusive, fui ver o time da família dele na Taça das Favelas e aí já aproveitei dois meninos que estavam jogando para caramba e levei para treinar em Jaguariúna. O Roger, naquela entrevista, expressou o sentimento da torcida e dos jogadores da Ponte, o sentimento que todos nós devemos ter, de a Ponte estar acima de tudo".  

SER PRESIDENTE
 
"É uma grande emoção estar à frente desse desafio. Não se trata de um objetivo pessoal e, sim, de tentar colaborar com um clube tradicional, fundado por operários e negros. A vida me deu de presente a oportunidade de ser o primeiro presidente negro da Ponte, e começando esta etapa no mês da Consciência Negra, em tempos em que a sociedade vive momentos de ódio. Não fazia parte dos meus planos, mas a vida nos reserva surpresas. Quero tentar conectar a Ponte às mudanças que ocorrem no mundo do futebol, no plano tático e de gestão também, olhando para os resultados no campo e também para o futuro. Nosso passado nos orgulha, mas precisamos pensar no futuro, em qual salto de qualidade a Ponte quer dar".  

195º DÉRBI
 
"A Ponte Preta nunca pode jogar a toalha: se não é para jogar pelo título, vamos jogar pela Ponte Preta, pela camisa, pela história da Macaca. Não se trata de transformar o dérbi no jogo da redenção: tanto o dérbi e as próximas partidas que têm pela frente têm que jogar com muita garra e entrega, jogar para defender as cores da Ponte Preta. Todos sabem que o dérbi é um jogo a parte, é um campeonato a parte, e tem muita gente falando que pode ganhar o dérbi e perder o campeonato, mas eu quero ganhar o dérbi e o campeonato".

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON