Publicidade

esportes

Alana Maldonado conquista ouro inédito para Judô brasileiro nas Paralimpíadas

Judoca se torna a primeira brasileira campeã paralímpica na modalidade; Meg Emmerich leva o bronze na categoria acima de 70kg

| ACidadeON -

Alana Maldonado conquistou o ouro no Judô das Paralimpíadas (Foto: Mikihito Matsui/CPB)
A paratleta Alana Maldonado se tornou neste domingo (29), a primeira brasileira campeã paralímpica do Judô, em disputas realizadas no templo Budokan. Prata na Rio 2016, a judoca confirmou o favoritismo de ser a atual campeã mundial e conquistou o ouro da categoria até 70kg em Tóquio.

Foram duas vitórias por ippon até o triunfo por waza-ari na final contra Ina Kaldani, da Geórgia. O judô das Paralimpíadas é disputado entre pessoas com deficiência visual.

E o Brasil também subiu ao pódio com o bronze de Meg Emmerich na categoria acima de 70kg. A brasileira havia sido bronze também no Mundial de 2018 e agora se torna também medalhista paralímpica.  

Na categoria acima de 70kg, Meg Emmerich ficou com a medalha de bronze (Foto: Mikihito Matsui/CPB)

Até o momento, o Brasil conquistou 27 medalhas nos Jogos Paralímpicos de Tóquio. Confira abaixo todos os medalhistas brasileiros: 

Natação: Gabriel Bandeira (ouro e prata); Wendell Belarmino (ouro); Gabriel Araújo (prata); Phelipe Rodrigues (bronze); Daniel Dias (2x bronze); Maria Carolina Santiago (bronze); Bronze no revezamento 4x50m misto; Bronze no revezamento 4x100m misto. 

Atletismo: Yeltsin Jacques (ouro); Silvânia Costa (ouro); Petrúcio Ferreira (ouro); Wallace Santos (ouro); Thalita Simplício (prata); João Victor Teixeira (bronze); Washington Júnior (bronze); Julyana da Silva (bronze); Cícero Nobre (bronze).

Esgrima: Jovane Guissone (prata).

Hipismo: Rodolfo Riskalla (prata).

Tênis de Mesa: Cátia Oliveira (bronze).

Judô: Alana Maldonado (ouro); Lúcia Araújo (bronze); Meg Emmerich (bronze).

Remo: Renê Campos Pereira (bronze).

Halterofilismo: Mariana D'Andrea (ouro). 

Outros brasileiros:

Lenda da modalidade, dono de seis medalhas em Paralimpíadas, Antônio Tenório ficou perto do sétimo pódio na carreira, mas tomou uma virada e perdeu a disputa do bronze no golden score. Outros brasileiros que também perderam vaga no pódio foram Antônio Tenório e Arthur Cavalcante.

Mais notícias


Publicidade