Aguarde...

Por que Wilson Matos não foi ao debate do ACidade ON?

Debate promovido pelo ACidade ON obedeceu a legislação, conforme entendimento do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo

Da Redação | ACidade ON Campinas

Nos últimos três dias, as redes sociais do candidato à Prefeitura de Campinas Wilson Matos (Patriota) foram tomadas por postagens criticando o ACidade ON e a EPTV. O motivo: Matos não foi convidado para o debate promovido na noite desta quinta-feira (12) pelo site (veja aqui como foi o debate).

Nas postagens, o candidato afirmou que o grupo que controla a EPTV e o ACidade ON "querem derrubá-lo", diante de um suposto crescimento das intenções de voto à sua candidatura em pesquisas.

O QUE DIZ A LEI


A legislação eleitoral afirma que debates promovidos por emissoras de TV e rádio - que operam sob concessão pública - devem incluir os candidatos de partidos e coligações que têm ao menos cinco representantes no Congresso Nacional (entre deputados e senadores).

Em Campinas, dos 14 candidatos a prefeito, nove se enquadram neste critério: Rafa Zimbaldi (PL), Dário Saadi (Republicanos), Pedro Tourinho (PT), Dr. Hélio (PDT), Artur Orsi (PSD), Delegada Teresinha (PTB), Alessandra Ribeiro (PC do B), André von Zuben (Cidadania) e o próprio Matos.

Acontece que o ACidade ON não é uma emissora de TV ou rádio. É um site de notícias que nasceu do jornal A Cidade, de Ribeirão Preto, que chegou a Campinas em 2017 e não opera sob concessão pública (Leia mais aqui).

Por que Wilson Matos não foi ao debate do ACidade ON?. (Foto: Denny Cesare/Código 19) 1/4
Por que Wilson Matos não foi ao debate do ACidade ON?. (Foto: Denny Cesare/Código 19) 1/4
Por que Wilson Matos não foi ao debate do ACidade ON?. (Foto: Denny Cesare/Código 19) 1/4
Por que Wilson Matos não foi ao debate do ACidade ON?. (Foto: Denny Cesare/Código 19) 1/4