Justiça condena ex-prefeito Edson Moura e filho por compra de votos

Pagamento de multa pode chegar a R$ 71.550; valor será definido pelo juiz

    • ACidadeON/Campinas
    • ACidade ON - Campinas

O ex-prefeito de Paulínia Edson Moura Júnior (Foto: Divulgação) 

A Justiça Eleitoral condenou os ex-prefeitos Edson Moura e Edson Moura Júnior a quatro anos de prisão e pagamento de multa por compra de votos durante a campanha eleitoral de 2012. A decisão, da última segunda-feira (19), é do juiz Carlos Eduardo Mendes, da 323ª zona eleitoral de Paulínia, considerou que a intenção de pai e filho, de compra de votos, "é evidente".  

O juiz continua, dizendo que a compra é "evidente, levando em consideração o contexto dos fatos, ou seja, uma reunião para tratar de assuntos eleitorais, em que o réu, então candidato, conversou reservadamente com vários eleitores, após realizar discurso eleitoral, dando dinheiro para eles, tudo com ajuda de seu filho Edson Moura Júnior".

Em 2014, o programa Fantástico revelou o caso e mostrou imagens que comprovaram a compra de votos, segundo a Justiça.

A decisão condenou pai e filho a quatro anos de reclusão e ao pagamento de 15 dias-multa, valor que pode variar de R$ 477 a R$ 71.550, a ser definido pelo juiz. O regime inicial da pena privativa de liberdade é o semiaberto.

"Os réus poderão continuar respondendo a este processo em liberdade, pois assim têm permanecido", determinou Mendes.  

OUTRO LADO 

 A reportagem do ACidadeON Campinas procurou a defesa de ambos condenados, mas não obteve resposta. Essa matéria será atualizada quando a resposta for recebida.



0 Comentário(s)

Seja o primeiro a comentar.