Aguarde...

Política

Jonas exonera 22 comissionados após rompimento com o PSDB

A esposa de Carlos Sampaio foi anunciada como candidata a vice na chapa com Rafa Zimbaldi (PL), o que provocou o rompimento

| ACidadeON Campinas

O prefeito Jonas Donizette (PSB) (Foto: Carlos Bassan/PMC) 

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), começou a exonerar os cargos comissionados da Prefeitura ligados ao deputado federal Carlos Sampaio (PSDB). A esposa do tucano foi anunciada como candidata a vice-prefeita na chapa com Rafa Zimbaldi (PL), o que provocou o rompimento com a atual administração. Até agora, 22 pessoas já foram demitidas.  
 
Leia mais 
PSDB rompe com Jonas e define apoio a Rafa Zimbaldi
 
Após rompimento secretários tucanos deixam Prefeitura 
Após racha, PSDB segue com Jonas na Câmara até o fim do ano

A reportagem do ACidade ON Campinas apurou que na Sanasa já foram demitidos o diretor comercial, o gerente de novos negócios, o gerente de geotecnologia, e, na comunicação, o gerente do setor e um fotógrafo. O salários chegaram até cerca de R$ 30 mil.

A empresa, ao contrário de todas as outras da administração indireta de Campinas, não publica suas nomeações e exonerações no Diário Oficial do município.

A Sanasa foi procurada e confirmou todas as mudanças.

NA EMDEC

Outro lugar em que Carlos Sampaio tem indicados é na Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas). Um diretor e dois assessores foram indicados pelo deputado, mas até agora não houve uma definição sobre o futuro deles. Os salários variam de R$ 3 mil a R$ 18 mil.

A Emdec foi procurada, mas até a publicação da reportagem não houve retorno. A matéria será atualizada caso haja uma posição.

PELA MANHÃ

Pela manhã, foram anunciadas as exonerações do secretário de Segurança Pública, Luiz Augusto Baggio; do secretário de Esportes e Lazer, José Abrahão Junior, e do secretário de Gestão e Controle, Afonso Celso Moraes Sampaio Neto.

O presidente da Ceasa, Wander de Oliveira Villalba, que também era indicado pelo PSDB, é outro que entregou o cargo.

A portaria traz ainda a exoneração de cargos de comissão, como os sub-prefeitos dos distritos de Barão Geraldo e Sousas, além de coordenadores e diretores.

JÁ NA CÂMARA

Após o anúncio do rompimento do PSDB, os vereadores tucanos de Campinas disseram que manterão a aliança com a atual Administração como forma de sustentar a "governabilidade" no Legislativo até o fim do ano. O presidente da Câmara, Marcos Bernadelli, Jorge da Farmácia e Luiz Cirilo garantiram que nada vai mudar em relação ao Legislativo.

Mais do ACidade ON