Aguarde...

Política

TRE nega pedido e PSL segue nas mãos da família Ribeiro

André Ribeiro, filho do vereador Edison Ribeiro (PSL), é ser presidente do partido. apoio a Dário Saadi está mantido

| ACidadeON Campinas

PSL está nas mãos da família do vereador Edison Ribeiro (Foto: Divulgação) 

O desembargador Paulo Galizia, do TRE (Tribunal Regional Eleitoral), negou o pedido de mandado de segurança da executiva estadual do PSL e manteve a liminar que recolocou André Ribeiro, filho do vereador Edson Ribeiro, no cargo de presidente. 
 
LEIA MAIS 
Justiça "devolve" presidente e anula convenção do PSL


Em uma manobra recebente da executiva estadual, André Ribeiro foi retirado do cargo de presidente e advogado Fábio Garibe assumiu o posto. Na sequência, foi feita uma convenção, que definiu o apoio ao deputado estadual Rafa Zimbaldi (PL) à Prefeitura de Campinas.

A executiva municipal entrou na Justiça Eleitoral de Campinas e conseguiu, através de decisão liminar, retomar o controle do partido. Desta vez, o apoio ficou para Dário Saadi (Republicanos).

De acordo com o desembargador, não há ilegalidade na liminar, e portanto, não há como derrubá-la.

"Embora contrária aos seus interesses, a decisão impugnada está devidamente fundamentada, expõe as razões de decidir baseada em elementos dos autos, não havendo, portanto, teratologia, o que afasta o cabimento do mandado de segurança", disse.

A executiva estadual foi procurada, mas não houve retorno. A matéria será atualizada caso haja uma posição.

CONFUSÃO

No ano passado, o vereador Tenente Santini (PP), em acordo com a executiva estadual do partido, manobrou para retirar Ribeiro da presidência e colocar cinco de seus assessores de gabinete no comando da legenda.

A intenção era se filiar ao partido, que até então era o mesmo do presidente Jair Bolsonaro. Pouco tempo depois, no entanto, Bolsonaro anunciou sua saída do PSL, e a legenda então voltou para as mãos de André Ribeiro.

Mais do ACidade ON