Segundo turno tem recorde de abstenções em Campinas Segundo turno tem recorde de abstenções em Campinas

Segundo turno tem recorde de abstenções em Campinas

Na eleição deste domingo, que terminou com Dário Saadi (Republicanos) eleito, 35,25% dos eleitores campineiros deixaram de votar

Abstenções voltaram a bater recorde no segundo turno (Foto: Denny Cesare/Código19) 

 
Campinas registrou o recorde de abstenções em um segundo turno de eleição municipal. Na eleição deste domingo (29), que terminou com Dário Saadi (Republicanos) eleito prefeito, 297.297 campineiros deixaram de votar - um percentual de 35,25% do total de eleitores da cidade. 
 
LEIA MAIS 
Campinas tem o maior número de votos nulos em uma eleição
 
Dário Saadi credita crescimento a arco de alianças

No primeiro turno, a cidade também teve recorde de abstenção. Do total de 843,4 mil eleitores, 260.149 não votaram em 2020 - um percentual de 30,84%. (Leia mais aqui).

O recorde, até então, havia sido registrado em 2012 - a última que teve um segundo turno na cidade. Naquela ocasião 166.284 eleitores não votaram - o que representou 21,18% do total.

Antes de 2012, Campinas teve segundo turno em 2004 e 134.635 eleitores deixaram de votar - um percentual de 20,03%. 

Em 2000 a abstenção ficou em 16,32% (101.920 eleitores) e em 1996 foram 94.273 eleitores que não votaram - 16,77%. Este é o último ano que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) divulga os dados.

CONFIRA AS ABSTENÇÕES EM SEGUNDO TURNO

2020
Abstenções: 297.297 (35,25%)

2012
Abstenções 166.284 (21,18%)

2004
Abstenções: 134.635 (20,03%)

2000
Abstenções: 101.920 (16,32%)

1996
Abstenções: 94.273 (16,77%)

Mais Notícias

Mais Notícias