Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

Especial Névio Archibald

Coluna do Névio: merenda causa debate na Câmara

A cidade, que já esteve em segundo lugar no ranking de qualidade da merenda entre as 10 maiores do Estado, fechou o ano em último

| ACidadeON Campinas

Uma pesquisa sobre a merenda de Campinas causou debate (Foto: Divulgação/Câmara) 

A educação foi o tema principal da oposição durante a sessão ordinária da Câmara de Campinas na noite desta quarta-feira (03). Os parlamentares aproveitam o tempo para lembrar dos problemas desta área.

Nesta semana foi divulgado que o nível de satisfação com a qualidade da merenda escolar da rede municipal teve queda entre o terceiro e quarto trimestres de 2018. A cidade, que já esteve em segundo lugar no ranking de qualidade da merenda entre as 10 maiores do Estado, fechou o ano em último.

Nelson Hossri (Podemos) lembrou de seu pedido de CPI da Merenda. Até o momento, o pedido de abertura conta com nove assinaturas. O parlamentar precisa de apenas mais duas para que a comissão seja aberta e as investigações tenham início.

O vereador Gustavo Petta (PCdoB) citou a merenda e a nova pesquisa. Ele lembrou de diversas verbas gastas em Campinas e que não são aplicadas na Educação.

A pesquisa seguiu sendo citada, desta vez por Mariana Conti (Psol). Ela ainda amarrou que diversas mães, parar cuidar dos filhos, estão tendo que largar o emprego formal por conta de vaga nas escolas também.

A PREFEITURA

A Prefeitura de Campinas disse, no dia da divulgação da pesquisa, que sempre liderou os índices de satisfação e qualidade da merenda e que está surpresa com essa última.

Já o líder de governo, Luiz Rossini (PV), fez a defesa da Administração. Ele disse que não houve queda da qualidade, que o cardápio está bom e que a Prefeitura de Campinas inclusive já informou isso às autoridades competentes. O parlamentar até mostrou o que está sendo servido.

Rossini disse ainda que, se alguém ver problemas com a merenda, é só levar a denúncia até ele que será investigada.  
 
SEM CONVOCAÇÃO 
 
Em votação nominal para a convocação de Arly de Lara Rômeo, mais uma vez os vereadores Tenente Santini (PSD) e Marcelo Silva (PSD) sofreram derrota. Eles querem que Arly vá a Câmara prestar esclarecimentos sobre o fato de ter sido presidente do Cejam até setembro do ano passado - três meses depois, em dezembro, a organização social fechou contrato emergencial de R$ 1,6 milhão com a Rede Mário Gatti.

Mais do ACidade ON