Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

vidaeestilo

Morre aluno intoxicado com gás de cloro em academia de Campinas

Samuel Rodrigues Squarisi, de 38 anos, é uma das vítimas da academia HydroCenter, intoxicadas com gás de cloro. Outras duas seguem internadas em estado grave.

| ACidadeON Campinas

O consultor Samuel Rodrigues Squarisi tinha 38 anos (Foto: Rede Social) 

O consultor Samuel Rodrigues Squarisi, de 38 anos, morreu no começo da noite de sexta-feira (30), no HC (Hospital das Clínicas) da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). Ele é uma das vítimas da academia HydroCenter, intoxicadas com cloro. Outras duas seguem internadas em estado grave.

A morte foi confirmada por volta das 18h40. Squarisi estava internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), sedado e respirando por aparelhos. A reação química da mistura de dois produtos causou sérias lesões no pulmão.

A Setec (Serviços Técnicos Gerais de Campinas) já levou o corpo ao IML (Instituto Médico Legal), que aguarda a remoção por parte da funerária de Batatais, cidade onde deverá ser enterrado.  
 
O estabelecimento não tinha licença de funcionamento da Vigilância Sanitária, segundo a Visa (Vigilância em Saúde) da Secretaria de Saúde de Campinas.

O CASO

A mistura de dois componentes químicos foi o responsável pelo incidente em uma academia de Campinas que deixou três pessoas internadas em estado grave. De acordo com o toxicologista e pneumologista da Unicamp, Eduardo Mello De Capitani, essa mistura produziu um gás que já foi utilizado até como arma química de guerra.

A academia se chama HydroCenter e fica localizada na Rua Carolina Florence, no Guanabara. O caso ocorreu na noite de quinta-feira (29). Uma mulher de 51 segue internada na UTI da Unicamp. Outro de 39 anos foi levado para a UTI do Hospital Vera Cruz. 

Academia se pronunciou sobre a morte através de uma postagem no Facebook

Mais do ACidade ON