cotidiano

Especial Coronavirus

Covid: Aumento de casos em Ribeirão não reflete nas internações

Situação pode ser reflexo da vacinação, que não impede o contágio, mas reduz percentual de casos graves

| ACidadeON/Ribeirao -

Ribeirão: Aumento de casos não ocasiona mais internações (Foto: Pixabay)

Ribeirão Preto fechou 2021 com o menor número do ano de pacientes com covid-19 internados em unidade de terapia intensiva (UTI). Segundo a plataforma Leitoscovid.org, em 31 de dezembro, 14 pessoas estavam em UTIs por causa do coronavírus.

O dado é ainda mais relevante quando analisamos os números de casos positivos de covid-19 em dezembro em Ribeirão Preto. No dia 29 do mês passado, segundo a Secretaria da Saúde, a cidade somava 1.039 casos de covid-19 - 336 a mais que nos 30 dias de novembro, aumento de 47,8%.

No entanto, quando o assunto é internações, o cenário é bem mais positivo. Em 30 de novembro de 2021, eram 46 pacientes em hospitais com a covid-19 - 26 em UTI´s e 20 em enfermarias.

No dia 31 de dezembro de 2021, um mês depois, esse número era 32 - 14 em UTI´s e 18 em enfermarias, queda de 30,4%. 
 
Especialistas ouvidos pela reportagem apontam que as internações podem não ter aumentado junto com os contágios por conta da vacinação. A imunização não evita os casos positivos, mas faz a taxa de internações e mortes cair bastante.


Muita cautela

Porém, ainda é preciso aguardar janeiro passar para ver o reflexo das festas de final de ano e o impacto da chegada da variante Ômicron a Ribeirão Preto.

Outro fator importante é o aumento de casos de gripe comum, com a confirmação da circulação na cidade da influenza H3N2, que tem provocado surtos em várias cidades brasileiras. As unidades de pronto atendimento de Ribeirão Preto estão com aumento de atendimentos. 

A recomendação é para que todos mantenham em dia a vacinação contra a covid-19 e sigam as regras sanitárias, sendo as principais usar máscara e evitar aglomerações.

Mais notícias


Publicidade