Publicidade

noticias

Biblioteca municipal traz 8ª edição do Dia do Quadrinho Nacional

As atividades vão ser exclusivamente virtuais por conta da pandemia

| ACidadeON Campinas -

Evento será na Biblioteca Pública Municipal Professor Ernesto Manoel Zink (Foto: Divulgação) 

A Biblioteca Pública Municipal "Professor Ernesto Manoel Zink", de Campinas, realiza, a partir de sábado (30) a 8ª edição do "Dia do Quadrinho Nacional", celebrado nesta data. Com atividades exclusivamente virtuais por conta da pandemia, o evento se prolonga durante todo mês de fevereiro até o dia 28, com três exposições, feira e rodas de conversa com quadrinistas.

Duas bibliotecas comunitárias, a do Campo Belo e do bairro São Judas Tadeu, vão contribuir na organização do evento. No sábado, às 19h, tem início a mostra "70 anos da Primeira Exposição Internacional de Quadrinhos".

No dia 4 de fevereiro (quinta-feira), às 19h, haverá uma roda de conversa com os quadrinistas Gilmar, Junião, Bira Dantas, Joe Bonfim e Leandro Assis; a mediação será de DJota Carvalho. No dia 11 de fevereiro, às 19h será a inauguração da exposição: Liberdade de Expressão. No dia 18, às 19h, haverá a roda de conversa "Quadrinhos Eróticos e Liberdade de Expressão: A sexualidade nos quadrinhos é inflamável?", com Chairim Arrais, Laudo Ferreira Jr. e Francisco Marcatti, a mediação será de Lais Bicudo. No dia 25, às 19h, haverá a exposição "50 Anos da 1ª exposição de Quadrinhos de Campinas".

O objetivo do evento é promover o contato entre público e artistas; ampliar o repertório dos que estão começando a ler e dos que já conhecem as HQs, trazer e apresentar a bibliodiversidade para o universo da população leitora da cidade, já que é um evento em que circulam editoras independentes e o trabalho autoral.

O Dia do Quadrinho Nacional foi instituído em 1984 por iniciativa da Associação dos Quadrinistas e Cartunistas do Estado de São Paulo (AQC-ESP), É comemorado em 30 de janeiro em razão da publicação da primeira história em quadrinhos brasileira: "As Aventuras de Nhô-Quim ou Impressões de uma Viagem à Corte". Criada pelo ítalo-brasileiro Angelo Agostini (1843/1910), foi lançada em 1869 pelo jornal "Vida Fluminense" e conta os causos do caipira Nhô-Quim, que parte do interior de Minas Gerais para conhecer a Corte Imperial.

PROGRAMAÇÃO

Dia 30/01, às 19h
Exposição virtual "70 Anos da Exposição de Quadrinhos no Brasil"

Dia 04/02/, às 19h
Roda de conversa "Quadrinhos e Liberdade de Expressão"

Dia 11/02, às 19h
Exposição virtual "Liberdade de Expressão"

Dia 18/02, às 19h
Roda de conversa "Quadrinhos Eróticos e Liberdade de Expressão: A sexualidade nos quadrinhos é inflamável?"

Dia 25/02, às 19h
Exposição virtual "50 Anos da 1ª exposição de Quadrinhos de Campinas"

Mais notícias


Publicidade