Publicidade

cotidiano

Acumulado de chuvas em outubro é o maior desde 2019

Dados do Cepagri mostram que o total de chuva até ontem foi de 75 milímetros

| ACidadeON Campinas -

Chuva no Centro de Campinas (Foto: Denny Cesare/Código19)

Após Campinas registrar o menor índice de chuva acumulado em 32 anos durante o período seco, que vai de maio a setembro, a cidade atingiu neste mês de outubro o maior acumulado de precipitação desde 2019. Os dados são do Cepagri (Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura), da Unicamp. 

Segundo o Centro, o acumulado de chuvas no período de 1º de outubro até ontem (18) já chegou ao nível aproximado de 75 milímetros. Além disso, o acumulado pode alcançar o índice médio de chuvas para o mês.  

LEIA TAMBÉM 
Chuvas volumosas ainda não recuperam reservatórios da região

De acordo com o registro histórico, os valores de 2019 e 2020 foram de 55 milímetros e 44 milímetros, respectivamente. Apesar de ter passado o valor dos anos anteriores, a média de chuva para outubro é de aproximadamente 117 milímetros. 

EXPECTATIVA 

Com o volume dos últimos dias, há a expectativa que o acumulado de chuva em Campinas possa chegar próximo da média. Só na manhã de ontem, foram registrado cerca de mais 20 milímetros. 

Segundo o meteorologista do Cepagri, Bruno Bayni, o mês de outubro costuma retomar o período de chuvas, mas geralmente acontece a partir da segunda quinzena. "Porém, neste ano, já tivemos bons volumes logo na primeira quinzena", disse. 

NA SEXTA-FEIRA 

Só na última noite de sexta-feira (15), foram registrados 25 milímetros de chuva na cidade. Além de ventos com rajadas de até 70k/h nas medições do Aeroporto de Viracopos.  

Por conta disso, a Defesa Civil do Estado tem emitido alertas frequentes sobre as possibilidades de riscos ocasionadas por essas fortes chuvas e temporais que ocorrem no território. 

PRÓXIMOS DIAS 

Para os próximos dias, a convergência de umidade provocada pela frente fria deve proporcionar mais chuvas e de forma persistente ou recorrente na região, com potencial para novos temporais. Além disso, a tendência é que as temperaturas diminuam ainda mais nos próximos dias. 

*Com supervisão de Sarah Brito*

Mais notícias


Publicidade