Publicidade

noticias

Vereadores aprovam criação do Banco de Sangue Animal

Sessão remota de Campinas ocorreu na manhã desta quinta-feira

| ACidadeON Campinas -

Sessão remota ocorreu nesta quinta-feira (Foto: Divulgação/Câmara) 

Os vereadores de Campinas aprovaram em definitivo nesta quinta-feira (16), durante várias reuniões extraordinárias realizadas por Sistema de Deliberação Remota, projeto de lei que autoriza os órgãos públicos responsáveis pelo Departamento de Proteção e Bem-Estar Animal a celebrarem convênios com associações, empresas e universidades para instituir no município o Banco de Sangue Animal, destinado à coleta, armazenamento e destinação de sangue de animais domésticos.

De acordo com o vereador Marcos Bernardelli (PSDB), presidente do Legislativo de Campinas e autor da matéria, o serviço é de suma importância uma vez que, a exemplo do ser humano, os animais domésticos também têm necessidade de transfusão de sangue em seus tratamentos de saúde, especialmente em casos de acidentes e cirurgias.

O parlamentar salienta ainda que a saúde dos animais de estimação é uma preocupação de parcela significativa dos moradores da cidade.  

"Esse projeto vem ao encontro dos interesses dos proprietários de animais domésticos, que poderão passar a contar com esse serviço para a proteção e defesa da saúde de seus animais", disse.

RETIRADO

Após ser aprovado em primeira votação, o projeto de lei, de autoria do vereador Rodrigo da Farmadic (DEM), que isenta da taxa de estadia do pátio da Emdec o veículo apreendido por infração de trânsito nos finais de semana e nos feriados prolongados foi retirado de pauta a pedido do próprio autor.

"Faltou incluir na proposta um estudo de impacto financeiro. Vamos providenciar essa documentação para dar sequência a tramitação dessa proposta que corrige uma grave distorção que vem ocorrendo em Campinas", explicou o parlamentar.

Também foi retirado de pauta, a pedido do líder do governo, vereador Luiz Rossini (PV), o projeto que autoriza a contratação dos serviços de iluminação pública de Campinas por meio Parceria Público-privada, que inclui a modernização, a expansão, a operação e a manutenção da rede de iluminação pública.

Mais notícias


Publicidade