Publicidade

cotidiano

Campinas tem mais UTI-Covid, mas taxa de ocupação cresce

A cidade confirmou também que tem 44.528 casos de pessoas contaminadas, sendo que 1.393 vieram a óbito

| ACidadeON Campinas -

Vista aérea do Hospital Municipal Mário Gatti, de Campinas (Foto: Carlos Bassan/PMC) 

Campinas aumentou mais um leito de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) exclusivos para pacientes com covid-19 nas redes pública e particular, mas mesmo assim a taxa de ocupação cresceu nesta sexta-feira (4) em relação a ontem. 
 
LEIA MAIS 
Covid-19: presidente da Sanasa testa positivo e segue internado
 
Novos casos estão entre jovens que transmitem em casa, diz Cármino

Segundo a Secretaria de Saúde da cidade, Campinas tem hoje 160 leitos. Deste total, 124 estão ocupados, o que corresponde a 77,5%. Há 36 leitos livres somando as redes pública e particular. Ontem a taxa era de 73,5%.

Nesta sexta-feira, a Prefeitura confirmou mais 355 casos de infectados, e três vítimas fatais. Com a atualização, a cidade registra 44.528 casos de pessoas contaminadas, sendo que 1.393 vieram a óbito.

Entre as vítimas confirmadas hoje, estão dois idosos com comorbidades, e um homem de 37 anos que não apresentava doenças prévias.

CONFIRA OS LEITOS


SUS Municipal: 64 leitos, dos quais 55 estão ocupados, o que equivale a 86%. Há 9 leitos livres;

SUS Estadual: 8 leitos, todos estão ocupados, o que corresponde a 100%. Não há leitos vagos;

Particular: 88 leitos, dos quais 61 estão ocupados, o que equivale a 69,3%. Há 27 leitos disponíveis;

Mais notícias


Publicidade