Publicidade

cotidiano

Prefeitura destina mais R$ 5 milhões ao sistema de transporte

No dia 1º deste mês, outros R$ 5 milhões já foram repassados ao sistema de transporte público da cidade

| ACidadeON Campinas -

Sistema de transporte recebeu mais R$ 5 milhões (Foto: Karen Fontes/Código19) 

Matéria atualizada às 12h20, com a posição da Emdec  

A Prefeitura de Campinas repassou mais R$ 5 milhões às empresas do transporte público coletivo. Com isso, somente em dezembro foram dados R$ 10 milhões, além dos R$ 6 milhões mensais que o sistema de transporte já recebe como subsídio. 
 
LEIA MAIS 
Estado avalia apertar quarentena após mortes por covid saltarem 34%
 
Passageiros denunciam aglomeração em ônibus intermunicipal 
Ladrões fazem vigilante refém e roubam CS do DIC 6

No dia 1º de dezembro, através do decreto 21.182, o prefeito Jonas Donizette (PSB) autorizou o valor do crédito suplementar de R$ 5 milhões para ser utilizado no sistema de transporte público coletivo.

No Diário Oficial de segunda-feira (21), um novo decreto - 21.218, destinando mais R$ 5 milhões foi publicado. O texto não entra em detalhes sobre qual a exata destinação da verba.

Durante a pandemia, o sistema de transporte recebeu diversas reclamações que foram registradas em matérias publicadas aqui no ACidade ON. Ônibus lotados, que não cumprem horário ou mesmo que não passam, estão entre os principais problemas apontados pelos usuários.

Principalmente durante a pandemia do coronavírus onde deveria existir o distanciamento social, vários ônibus cumpriam trajetos lotados de passageiros. A tarifa do transporte coletivo é uma das mais altas do Estado e está em R$ 4,95.
  
Procurada, a Emdec informou que a verba complementar é necessária para manter o equilíbrio econômico-financeiro do sistema.  

"Neste ano tão atípico, por conta da disseminação da pandemia do novo coronavírus, o transporte público foi uma das áreas mais afetadas negativamente, com grande queda no número de passageiros e, consequentemente, problemas financeiros. Como exemplo, em março, quando teve início o estado de quarentena no município, o sistema de transporte público chegou a registrar queda de cerca de 80% no número de passageiros", disse a empresa através de nota.

VALORES

Atualmente, as empresas que operam o transporte público no município recebem, mensalmente, R$ 6 milhões pagos pela Prefeitura.

Para o Sistema Intercamp, operado por ônibus das empresas concessionárias do transporte coletivo e mini/midiônibus do serviço alternativo, são destinados R$ 5 milhões. Mais R$ 1 milhão é enviado ao sistema PAI (Programa de Acessibilidade Inclusiva).

Publicidade