cotidiano

Especial coronavirus

Mesmo com novos leitos, UTI-Covid segue com ocupação em alta em Campinas

Abertura de três leitos municipais no Samaritano não garantiu a queda de ocupação e taxa do SUS municipal está em 97,48%

| ACidadeON Campinas -

Alta de internações continua em Campinas e pressiona rede de saúde (Foto: Karen Fontes/Código19)
O acirramento da pandemia de covid-19, em Campinas, manteve a ocupação alta de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) de covid-19, mesmo após a abertura de mais três leitos de UTI no Hospital Samaritano. 

A situação é considerada grave há duas semanas, quando a cidade bateu 100% de ocupação no SUS municipal e as internações começaram a lotar os hospitais públicos e privados. Hoje (8), a taxa de ocupação municipal é de 97,48% - muito parecida com a da última sexta-feira (5), quando estava em 97,41%. 

No total, a rede pública municipal conta com 119 leitos, dos quais 116 estão ocupados. Já no HC (Hospital de Clínicas) da Unicamp, são 30 leitos disponíveis, sendo que 28 estão ocupados. Com isso, o paciente SUS tem cinco leitos de UTI livres na cidade hoje.  

Por conta da situação, no início da tarde de hoje a Prefeitura adiantou uma expansão na rede de atendimento para o tratamento da doença com a ampliação de leitos de enfermaria e UTI na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Anchieta Metropolitana e no Hospital Metropolitano. Na UPA, foram abertos hoje 24 leitos de enfermaria para pacientes com covid-19. Já, no Metropolitano são mais 10 leitos de UTI e 20 de enfermaria covid, porém só serão abertos  amanhã (leia mais aqui).

O Estado também anunciou novos leitos no AME (Ambulatório de Especialidades Médicas). Segundo o Estado, no AME de Campinas, ocorrerá a reativação do serviço que funcionou no ano passado, que contará com 20 leitos de UTI e 10 leitos de enfermaria. A instalação ocorrerá no decorrer do mês e os leitos serão ativados por meio do repasse de R$ 2,4 milhões à Prefeitura.

Ainda segundo o governo estadual, em janeiro de 2021, foram repassados R$ 12 milhões, para custeio de 50 leitos de UTI nos Hospitais Ouro Verde e Mário Gatti, além de ampliação de mais 15 leitos novos no Hospital Ouro Verde. Ainda em nota o Estado informou que também está ampliando a capacidade do Hospital Estadual de Sumaré com oito novos leitos de UTI. A previsão é que estes novos leitos sejam instalados também em março.

LEITOS HOJE

Ainda segundo o boletim da Prefeitura, ao todo contando com leitos públicos e privados, Campinas conta com 327 leitos de UTI exclusivos para pacientes com covid-19. Deste total, 300 estão ocupados, o que corresponde a 91,74%. Há 27 leitos livres somando as redes pública e particular. 

Os leitos estão divididos da seguinte forma:  

- SUS Municipal: 119 leitos, dos quais 116 estão ocupados, o que equivale a 97,48%. Há 3 leitos livres.
- SUS Estadual: 30 leitos, dos quais 28 estão ocupados, o que corresponde a 93,33%. Há 2 leitos livres.
- Particular: 178 leitos, dos quais 156 estão ocupados, o que equivale a 87,64%. Há 22 leitos livres.

Hoje, segundo o balanço da Prefeitura, Campinas chegou a 1.944 mortes pela doença desde o início da pandemia há quase um ano.

Mais notícias


Publicidade