cotidiano

Especial coronavirus

Campinas abre 3 Centros de Saúde no feriado e fim de semana

Nos dois finais de semana anteriores, 14 centros de saúde permaneceram abertos e receberam 2.899 pacientes no período

| ACidadeON Campinas -

Centro de Saúde do São Bernardo vai permanecer aberto (Foto: Denny Cesare/Código19) 

A Prefeitura de Campinas vai manter três CSs (Centros de Saúde) abertos no feriado dessa Sexta-Feira Santa (2) e no sábado e domingo para atender pessoas com sintomas respiratórios e gripais. As unidades do Jardim Vista Alegre, São Bernardo e Costa e Silva funcionarão das 7h às 17h.

Nos dois finais de semana anteriores, 14 centros de saúde permaneceram abertos e receberam 2.899 pacientes no período.

Pessoas com sintomas gripais, mesmo que sejam leves, como coriza, tosse, garganta ou quadros como sinusite, devem procurar os Centros de Saúde para avaliação, segundo a diretora municipal de Saúde, Deise Fregni Hadich.

No sábado e domingo, quem chegar às unidades fará o exame específico para detectar a presença do vírus. Na sexta-feira não será feito exame para covid-19, por causa da impossibilidade de armazenar o material por mais de 72 horas. Nesses casos, será feito agendamento na própria unidade.

Esse será o terceiro final de semana seguido que centros de saúde abrirão para atender pacientes com síndromes gripais e respiratórias, medida avaliada como positiva porque conseguiu deixar os pronto atendimentos e prontos-socorros menos carregados para receberem os casos mais graves.
 
CONFIRA OS ENDEREÇOS

CS Vista Alegre - Avenida Sinimbu 903, Parque Universitário de Viracopos

CS São Bernardo - Avenida João Batista Morato do Canto, 600, Fundação da Casa Popular

CS Costa e Silva - Rua Joaquim Manuel de Macedo, s/n, Jardim Santa Genebra


CASOS

A Secretaria de Saúde de Campinas informou que a cidade tem 81.941 casos desde março de 2020 e 2.428 pessoas perderam a vida para o coronavírus no município.

No balanço divulgado na quarta-feira (31) pela Prefeitura de Campinas indicou que o mês de março foi o mais letal de toda a pandemia em Campinas.

Mais notícias


Publicidade