Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Justiça nega pedido de vereador e mantém reajuste no ônibus

Tenente Santini (PSD) propôs liminar pedindo que aumento, concedido em julho, não fosse autorizado

| ACidadeON Campinas

O vereador Tenente Santini (Foto: Divulgação/Câmara de Campinas) 

O juiz Mauro Iuji Fukumoto, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Campinas, negou pedido de liminar feito pelo vereador Tenente Santini (PSD) para que a Justiça cancelasse o aumento na tarifa de ônibus na cidade, autorizado em julho pela Emdec. A decisão é desta quarta-feira (14).

No dia 7 de julho, a tarifa passou de R$ 4,70 para R$ 4,95 (reajuste de 5,81%).

"Embora os contratos firmados com as concessionárias não especifiquem os critérios de reajuste do valor das tarifas, não é razoável a interpretação de que por tal motivo nenhum reajuste deva ser aplicado. A manutenção do equilíbrio econômico-financeiro do contrato decorre da Lei 8.666/93 e justifica, por si, a preservação do valor real das tarifas", disse Fukumoto em sua decisão.

A Emdec justificou o reajuste com base em estudos e planilhas, além da inflação no período de janeiro de 2018 a maio de 2019, o aumento do diesel, aumento do salário dos trabalhadores do transporte coletivo e a manutenção do sistema de transporte.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso. Para mais informações, consulte nosso TERMO DE USO"

Facebook

Mais do ACidade ON