cotidiano

Especial coronavirus

Funcionária do bandejão da Unicamp morre vítima de covid-19

Os funcionários do Restaurante Universitário estão trabalhando em rodízio de turnos, sendo que quatro trabalhadores ficaram doentes

| ACidadeON Campinas -

Praça do Ciclo Básico, próximo ao Bandejão, na Unicamp (Foto: Antonio Scarpinetti) 

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) confirmou, nesta terça-feira (9), a morte de uma funcionária terceirizada do Restaurante Universitário, conhecido como bandejão, em decorrência da covid-19.

Os funcionários do Restaurante Universitário estão trabalhando em rodízio de turnos, sendo que quatro trabalhadores ficaram doentes. Eles estiveram na Unicamp pela última vez no dia 25 de fevereiro.

De acordo com a Unicamp, após a comunicação dos sintomas, todos estavam sendo acompanhados e orientados em relação aos cuidados de isolamento e medidas sanitárias, bem como procurar serviços de saúde em caso de agravamento dos sintomas.

O primeiro caso positivo foi diagnosticado no dia 12 de fevereiro sendo a trabalhadora colocada em licença médica, sob orientação. O óbito de uma delas ocorreu no dia 7 de março.

"A Unicamp e a Funcamp esclarecem que todos os cuidados de higiene e medidas sanitárias são exaustivamente orientadas e empregadas para evitar as contaminações no ambiente universitário", disse a nota.

CASOS

Novo balanço epidemiológico divulgado hoje pela Prefeitura de Campinas trouxe a confirmação de mais 19 mortes de covid-19, além de mais 583 novos casos. Com isso, a cidade tem 1.963 pessoas que perderam a vida pela covid-19 e 72.583 infecções confirmadas da doença.

Mais notícias


Publicidade