cotidiano

Covid-19: Militares do Exército de Campinas começam a ser vacinados

A estimativa é de imunizar a maior parte do efetivo até o dia 30 de junho; Prefeitura diz que entrega de doses não afeta cronograma municipal

| ACidadeON Campinas -

Militares começaram a ser vacinados em Campinas (Foto: Denny Cesare/Código19)

Os militares integrantes do Exército Brasileiro começaram a ser vacinados contra a covid-19 ontem (24) em Campinas. Segundo o CMSE (Comando Militar do Sudeste) todo o efetivo do Exército está inserido na vacinação, e a estimativa é de imunizar a maior parte do efetivo com a 1ª dose até o dia 30 de junho.  

Ao todo são 2.530 militares da ativa em Campinas. O número de doses distribuídas para a categoria, no entanto, ainda não foi informado. De acordo com a Prefeitura, as doses distribuídas ao Exército vieram do Estado já destinadas aos militares, e não impacta no cronograma de vacinação da cidade.  

Atualmente, Campinas vacina moradores com 43 anos ou mais sem doenças prévias, além de outros grupos inseridos como prioritários. Nesta semana, no entanto, o agendamento da vacina foi suspenso por causa de falta de doses. 

Segundo a Administração, os militares estão incluídos nas forças de segurança- grupo já incluído no PNI (Programa Nacional de Imunização). Em Campinas, a vacinação de todos os agentes de segurança da cidade começou em 4 de abril, mas não incluiu os militares, que ainda esperavam a destinação de doses direcionadas ao Exército. 

Em abril, começaram a ser vacinados profissionais da ativa das polícias Civil, Militar e Técnico-Científica, Corpo de Bombeiros, Agentes Penitenciários, Guardas Civis Metropolitanos, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal.  

Em Campinas, os militares vêm atuando em ações de apoio na entrega de cestas básicas para famílias carentes e desinfecção de locais públicos para evitar o contágio da Covid-19.

ONDE E COMO FUNCIONA 

Segundo o Exército, as vacinas serão aplicadas conforme disponibilidade da Secretaria Municipal da Saúde de Campinas, portanto, não é possível precisar o fabricante nem a quantidade de doses distribuídas. 

A primeira fase da campanha será conduzida no posto municipal instalado no Círculo Militar de Campinas. 

Para se vacinar, o militar deve fazer um pré-cadastro no site "Vacina Já", do Governo do Estado de São Paulo. 

A atividade foi planejada de forma a expandir a capacidade operativa da Secretaria Municipal de Saúde de Campinas. A parceria tem como objetivo aumentar a velocidade de imunização da tropa e preservar as vagas das unidades de saúde municipais para o atendimento da população. 

QUEM PODE SER VACINADO NA CIDADE ATUALMENTE? 

- Pessoas com 43 anos ou mais, sem doenças prévias 

- Xepa da vacina (conforme sobra da vacina): 35 aos 42 anos 

- Pessoas com comorbidades (doenças prévias), com 18 anos ou mais 

- Pessoas com deficiência permanente grave que recebem o BPC (Benefício de Prestação Continuada) com 18 anos ou mais 

- Pessoas com síndrome de Down com 18 anos ou mais 

- Pacientes em terapia renal substitutiva e pacientes transplantados: coração pulmão, rim, fígado ou pâncreas, com 18 anos ou mais 

- Todas as gestantes e puérperas (quem teve filho nos últimos 45 dias) com 18 anos ou mais 

- Profissionais de Educação com 18 anos ou mais 

- Motoristas e cobradores de ônibus municipal

Mais notícias


Publicidade